Mercedes-AMG GLE 63 “eletrificado” estreia em L.A.

Mercedes-AMG GLE 63 S View Gallery 13 photos

Motor V8 4.0 biturbo com EQ Boost está disponível com 571 e 612 cv.

Este é o primeiro AMG 63 híbrido. A gama formada pelo GLE 63 e 63 S agora revelada no Salão de Los Angeles vem na linhagem do ML 55 original. Só que em vez de um V8 com 342 cv, a nova gama traz debaixo do capot um V8 4.0 biturbo, dotado de tecnologia de desativação de cilindros, com 571 cv e 750 Nm e 612 cv e 850 Nm, respetivamente. O novo concorrente do BMW X5 M (que tem versões de 600 e 625 cv) tem a particularidade de contar com um EQ Boost, um motor de arranque/alternador colocado entre o motor e a caixa de velocidades, associado a um sistema elétrico de 48V, que permite dar um “boost elétrico” de mais 22 cv e 250 Nm. Ambos surgem com uma caixa automática TCT 9G, amortecimento adaptativo e um sistema ativo anti-rolamento. O sistema de tração integral 4Matic+ permite distribuir a potência entre os eixos graças a uma embraiagem eletromecânica. Para garantir o máximo de tração, o binário é calculado constantemente, num sistema que é por defeito sempre de tração traseira, mas que aplica o binário necessário à frente sempre que for necessário. O GLE 63 normal anuncia 0-100 km/h em 4 segundos e o GLE 63 S cumpre a mesma aceleração em 3,8 segundos. A velocidade máxima de ambos é limitada a 250 km/h (extensível a 280 km/h com o Driver’s Package).

Esteticamente, a família GLE 63 enverga uma grelha específica AMG, lábio dianteiro, saias laterais, cavas das rodas da cor da carroçaria e jantes AMG de 20 polegadas (e de 21” no 63 S). Atrás, destaque para o avental com detalhes próprios desta versão, nomeadamente uma tira prateada, novas ponteiras de escape e um spoiler no tejadilho. O interior conta com bancos AMG revestidos em couro nappa, logótipos AMG, luz ambiente de série, volante desportivo com patilhas em alumínio, comandos específicos na consola central, pedais em aço inoxidável, soleiras das portas e tapetes pretos AMG. Na versão S, o volante é revestido em couro nappa e microfibra dinamica. Realce também para a inclusão da mais recente versão do sistema de infotainment MBUX com dois ecrãs (com menus específicos AMG), modos de condução AMG, pack Energizing Plus, pack Warmth Comfort, pack Air-Balance, pack Driving Assistance, a que junta uma panóplia de ajudas à condução.

O GLE 63 conta com um diferencial eletrónico no eixo traseiro, discos de travão de 400 mm com pinças de seis êmbolos à frente e opção de discos carbocerâmicos. O GLE 63 estará disponível para encomenda no arranque de 2020 e as primeiras entregas estão previstas para meados do ano.

Deixe uma resposta

*