Estudantes tornam DeLorean numa máquina da drift

MARTY é o nome de um DeLorean preparado para drfit View Gallery 6 photos

Desenvolvido na Universidade de Stanford, o MARTY é um modelo elétrico e autónomo.

O professor de engenharia mecânica Chris Gerdes e os seus alunos escolheram um DeLorean DMC-12 de 1981 para desenvolver uma pesquisa envolvendo os limites da condução autónoma. Contudo, parece que se entusiasmaram com o projeto a chamaram de MARTY, acrónimo que recorre ao nome do personagem principal dos filmes da saga “Regresso ao Futuro” (protagonizados por Michael J. Fox) para uma elaborada designação de Multiple Actuator Research Test bed for Yaw Control. Além de terem retirado o motor V6 do exótico modelo com carroçaria em aço inoxidável que ficou conhecido pela aparição nos referidos filmes de ficção científica e de o substituírem por uma dupla de motores elétricos, a equipa de investigadores tornou-o numa autêntica máquina de drift, com a particularidade de não ter ninguém ao volante. Tal como é possível ver no vídeo, as suas manobras são de uma precisão milimétrica, conseguindo alcançar um ângulo máximo de drift de 40 graus, percorrendo toda a pista a velocidades até 50 km/h.

Contudo, nem tudo é diversão, uma vez que o objetivo do estudo do Dynamic Design Lab, que começou há quatro anos, era fazer da condução autónoma o mais seguro possível. Segundo Gerdes, o propósito a alcançar passa por conseguir o máximo de estabilidade na condução ou um drift controlado. O carro em questão recebeu inúmeras modificações, nomeadamente uma nova afinação da suspensão e uma roll-cage.

Deixe uma resposta

*