Prophecy abre caminho para próximos Hyundai elétricos

Hyundai Prophecy Concept View Gallery 16 photos

Protótipo de “gran tourer” autónomo tem joysticks em vez do tradicional volante.

A Hyundai apresentou o desportivo Prophecy concept, que abre caminho para uma nova linguagem estética a adotar em futuros modelos elétricos de produção. Este “show car” combina as proporções do ano passado 45 concept (uma referência ao primeiro modelo de produção da Hyundai) com elementos da berlina Le Fil Rouge – ambos revelados no ano passado – representando uma evolução da linha intitulada “Sensuous Sportiness”. Segundo o construtor coreano, o critério principal do design foi a aerodinâmica, com a aposta numa linha de tejadilho bastante pronunciada, uma ausência quase total de vincos na carroçaria e jantes de design inovador de estilo hélice, que ajudam a canalizar o ano para a zona lateral do carro. A cereja no topo do bolo é um spoiler traseiro que contribui para manter a estabilidade a velocidades elevadas. Os vãos dianteiro e traseiro curtos rementem também para um modelo de aptidões desportivas. Destaque também para a grelha coberta que deverá passar em breve a todos os modelos de produção da Hyundai, incluindo os de motor convencional, embora com pequenas diferenças. As cavas das rodas deste Prophecy são pronunciadas e ajudam a adensar o perfil baixo e a acentuar as formas suaves deste protótipo. A traseira possui um formato bastante anguloso e foi concebida de forma a dar uma sensação de movimento. Entre os detalhes estéticos que devem passar à produção, destaque para a assinatura luminosa pixelizada da dianteira e da traseira. Pelo caminho devem ficar as caixas transparentes utilizadas no spoiler, faróis e na zona onde está encaixada a câmara. O visual do Prophecy aproxima-se de gran tourer de inspiração desportiva como o Porsche Panamera ou o Mercedes-AMG GT 4 Portas, por exemplo.

Os detalhes técnicos do Prophecy não foram revelados, embora se saiba já que é feito com base numa nova plataforma específica para modelos elétricos. A bateria surge posicionada no piso do carro e é arrefecida com o ar proveniente da entrada de ar debaixo do para-choques dianteiro. O protótipo foi concebido para condução autónoma, num interior que assume a forma de asa onde se privilegia o espaço e o refinamento. Em vez de um volante tradicional, o Prophecy inclui um comando tipo joystick de cada lado do condutor – uma solução que favorece a visibilidade e uma posição de condução mais confortável. Em modo “autónomo”, os bancos dos passageiros reclinam e o painel de instrumentos recolhe. Entre os detalhes de luxo deste modelo de quatro lugares e dotado de uma grande distância entre eixos, realce para os tapetes em lã e ar condicionado com purificador de ar.

Deixe uma resposta

*