Novo CX-60 é o Mazda mais potente da atualidade

Mazda CX-60

Com 327 cv, o SUV de tração traseira é o primeiro híbrido plug-in da marca nipónica.

A Mazda apresentou o seu novo para o mercado europeu chamado CX-60. Evoluindo a partir da nova plataforma de tração traseira Skyactiv Multi Solution Scalable Architecture, aquele que é o primeiro híbrido plug-in da marca japonesa na Europa está disponível com tração integral i-Activ AWD. Este PHEV reúne os préstimos de um motor 2.5 de quatro cilindros atmosférico a gasolina Skyactiv-G com 189 cv às 6000 rpm e 261 Nm às 4000 rpm com os de um motor elétrico com 100 kW/134 cv e 250 Nm. Tudo combinado este e-Skyactiv consegue debitar 327 cv e 500 Nm – convertendo-se no modelo mais potente da gama atual. A potência é gerida por uma nova caixa automática de oito velocidades equipada com uma embraiagem multidisco. O CX-60 anuncia 0-100 km/h em 5,8 segundos e uma velocidade máxima eletronicamente limitada a 200 km/h (140 km/h em modo elétrico). A bateria de 17,8 kWh de capacidade possibilita cumprir até 63 km em modo EV (WLTP). Anuncia consumos de 1,5 l/100 mm e emissões de CO2 de 33 g/km.

Assumindo-se como porta-estandarte da Mazda no Velho Continente, o CX-60 tem 4745 mm de comprimento, 1890 mm de largura, 1670 mm de altura e 2870 mm de distância entre eixos. Com 2055 kg na versão equipada com jantes de 18 polegadas, este SUV pode ser encomendado na nova cor Rhodium White Premium metalizada.

Por dentro, o novo Mazda procura ser uma proposta mais “upmarket”. Com menos botões físicos, apoia grande parte das funções no ecrã tátil de infotainment com 12,3 polegadas comandado por um botão rotativo na consola central. Há ainda um painel de instrumentos alinhado com o ecrã central. Entre os opcionais, destaque para o tejadilho panorâmico em vidro, pack de sistemas de assistência à condução, revestimentos em couro e um sistema de som premium.

Deixe uma resposta

*