Mazda “eletrificados” chegam em 2020

Mazda 2 Range Extender Concept

O novo Mazda3 estreará os motores Skyactiv-X que contam com um motor rotativo como extensor de autonomia.

A Mazda vai finalmente materializar a produção de modelos “eletrificados” a partir de 2020, feitos com base numa nova geração de motores Skyactiv-X. Segundo o Nikkei, o construtor japonês apostará em vários SUV equipados com esta tecnologia que serão construídos com o parceiro local Changan. Enquanto a Mazda fornecerá o chassis, o Changan ficará responsável pela produção dos motores, baterias e outros componentes. Independentemente da prioridade dada ao mercado chinês – neste momento, o de maior representatividade em termos de modelos elétricos e que por decisão política está a obrigar os fabricantes a apostarem numa “eletrificação” mais acelerada do parque automóvel -, a Mazda manterá os planos de lançar “eletrificados” no Japão e mercados ocidentais (incluindo a Europa) no início da próxima década. Aliás, a Mazda vai estrear o referido sistema híbrido Skyactiv-X no novo Mazda3, que será mostrado no final do mês no Salão de Los Angeles, nos EUA, no formato hatchback e sedan.

Este sistema Skyactiv-X recorre a um motor rotativo Wankel que funciona como extensor de autonomia ao motor 2.0 de quatro cilindros a gasolina, que funciona através de um sistema de ignição por compressão. Contudo, este sistema, que permite consumos semelhantes aos do 1.5 Diesel, não deverá estar disponível logo no lançamento do novo “3”, previsto para o início de 2019.

A Mazda prevê converter 95% dos seus modelos em híbridos até 2030.

Deixe uma resposta

*