Mitsubishi Lancer e Space Star terão sucessão

Em Portugal, a última geração do Mitsubishi Lancer foi lançada em 2009

Apesar da aposta nos SUV, a marca japonesa continuará a apostar noutros segmentos de mercado.

Agora plenamente integrada na aliança Renault-Nissan, a Mitsubishi já definiu de forma bastante objetiva o seu posicionamento: apostará sobretudo em SUV e crossover, ficando responsável por desenvolver dentro do grupo tecnologia híbrida plug-in e sistemas de tração integral. Apesar disso, a marca japonesa não está disposta a deixar cair outros segmentos de mercado. Em declarações à GoAuto durante o lançamento da renovada L200, o responsável operacional da Mitsubishi, Trevor Mann, disse que várias ideias em carteira. Em primeiro lugar, já está a ser preparada a sucessão do utilitário Space Star (conhecido como Mirage nalguns mercados). Este modelo, atualmente numa fase preliminar de desenvolvimento, será feito com base na plataforma CMF-B da aliança, a mesma dos Renault Clio e Captur e do Nissan Juke, e será importante para atrair uma clientela mais jovem.

Há ainda outro nome histórico que a Mitsubishi não estará disposta a cair: o Lancer, cuja última geração foi lançada entre nós em 2009. Segundo o responsável da marca nipónica, a nova geração do pequeno familiar poderá ser feita a partir da mesma base CMF-C.

O responsável pela estratégia de produto, Vincent Cobee reforça que é preciso manter outro tipo de oferta junto dos modelos tradicionais de passageiros – que podem equivaler entre 40 a 50 milhões de clientes -, uma vez que os SUV representam cerca de 35% das vendas totais do mercado, apesar de ser um valor atualmente em crescimento. Outro produto que pode preencher uma lacuna existente da atual gama da marca é um novo SUV de acesso.

Deixe uma resposta

*