VW Golf 8 é “eletrificado” e mais tecnológico

VW Golf 8 View Gallery 23 photos

Com visual evolutivo, a nova geração chega em março.

A Volkswagen apresentou ontem a oitava geração do Golf, que chegará à venda a partir de dezembro e cujas primeiras unidades chegarão em março ao mercado nacional. A apresentação à imprensa mundial será em Portugal, na região do Douro, em dezembro. A nova geração do novo modelo, que estará disponível para já apenas no formato de cinco portas – a carrinha chega em 2020 -, continua a ser feita com base na mesma plataforma modular MQB do Golf VII. O novo modelo tem 4284 mm de comprimento, 1784 mm de largura e 1456 mm de altura, ou seja, é 26 mm mais comprido, 1 mm mais estreito e 36 mm mais baixo face ao seu antecessor. A distância entre eixos cresce 16 mm para os 2636 mm. Por dentro, há menos 3 cm de espaço para pernas nos lugares posteriores, sendo mesmo assim suficiente para transportar em conforto quatro adultos até 1,85 m de altura. O volume da mala mantem-se nos 380 litros de capacidade. As mudanças mais relevantes são no tablier, com a inclusão de série de um painel de instrumentos de 10,25 polegadas. O sistema de infotainment pode ter um ecrã de 8,25 ou 10 polegadas. Na consola central há menos botões físicos, surgindo algumas superfícies táteis no seu lugar. Através da integração de um cartão SIM virtual é possível manter ligação permanente à internet, apesar de necessário acionar um plano de dados para ativar algumas funções. O novo sistema é compatível de série com os sistemas Android Auto e Apple Carplay.

A gama de motores é composta motores Diesel e gasolina de injeção direta que variam entre 90 e 300 cv. Entretanto, foi desenvolvida uma nova caixa manual de seis velocidades para as versões de tração dianteira, que promete uma redução ao nível das emissões de CO2. Os modelos a gasolina TSI dividem-se no 1.0 de três cilindros com 90 e 110 cv e no 1.5 com 130 e 150 cv. Tirando a versão menos potente, todos são “mild hybrid” com um sistema de 48V e em exclusivo com uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades (que assumem a designação eTSI). Há ainda duas versões híbridas plug-in: uma nova e mais eficiente eHybrid com 204 cv e o já conhecido desportivo GTE agora com 245 cv – ambas com base no mesmo 1.4 TSI, um motor elétrico e com uma bateria de iões de lítio de 13 kWh, com autonomia até 60 km. Mais tarde juntar-se-ão à gama as versões Golf GTI, GTI TCR e Golf R, com um motor 2.0 TSI, assim como uma versão a gás natural 1.5 TGI com 131 cv. O Golf 8 continuará a contar com motorizações Diesel (que prometem uma redução de consumos até 17%), mais concretamente um 2.0 TDI com opção de 115 e 150 cv, ambos com versões de caixa manual e DSG – sendo que a versão mais potente acrescenta tração integral 4Motion. Como é tradição, haverá mais tarde uma versão mais espigada com sigla GTD.

Tal como sucedeu no Golf 7, o novo modelo conta com três opções de suspensão: base, desportiva (mais firme e 10 mm mais baixa) e com regulação variável (DCC, que passa a contar ao todo com 15 níveis de regulação). Existem quatro níveis de equipamento à disposição: Golf, Life, Style (em substituição do Highline) e R-Line. De série, o Golf 8 traz faróis e farolins em LED, Keyless Start, Lane Assist, aviso de saída da faixa, travagem automática de emergência Front Assist, serviços We Connect e We Connect Plus, volante multifunções, ar condicionado automático e a tecnologia de comunicação Car2X que permite trocar informação com outros condutores até 800 metros. Em opção, há um novo sistema Travel Assist, um cruise control ativo, que pode ser descrito como um sistema de condução autónoma de nível 2 que funciona até 210 km/h, um sistema de som Harman Kardon de 400 watt, um novo head-up display e um sistema de faróis LED matrix IQ Light parcialmente interativos.

Deixe uma resposta

*