Skyactiv-X disponível no mercado nacional

Mazda CX-30

O motor 2.0 Skyactiv-X de 180 cv, bloco a gasolina que consegue operar segundo os princípios de uma unidade Diesel, tem a sua estreia nos Mazda 3 e CX-30. Temos preços.

A Mazda acaba de introduzir no mercado nacional nas novas gerações Mazda 3 e Mazda CX-30 a tecnologia Skyactiv-X, baseada num motor a gasolina com 2,0 litros de cilindrada que o construtor apresenta como “a primeira unidade a gasolina de produção do mundo a explorar os benefícios da ignição por compressão dos motores Diesel”. Isto porque o motor Skyactiv-X integra o sistema SPCCI da Mazda (Ignição por Compressão Controlada por Faísca), o qual permite que o motor alterne entre a ignição por faísca convencional (tipicamente de um bloco a gasolina, de ciclo Otto) e a combustão através de ignição por compressão (tipicamente de um propulsor a gasóleo), recorrendo a uma faísca para espoletar ambos os processos de combustão. Assim, no modo SPCCI, aquando da abertura das válvulas começa por ser injetada na câmara de combustão uma mistura de ar e combustível muito pobre, seguindo-se a compressão, altura em que em redor do topo da vela é injetado combustível atomizado que dá origem a um núcleo mais rico. Quando se dá a faísca, este núcleo de combustível e ar inflama, aumentando a pressão na câmara de combustão a um ponto que permite que a tal mistura mais pobre entre rapidamente em combustão. De acordo com o fabricante, com esta tecnologia o motor opera, durante um período significativo de tempo, num modo muito eficiente, dado que o SPCCI funciona em quase todas as faixas de operação do motor, excepto no arranque a frio, nas fases iniciais de aquecimento e em cargas muito elevadas. O especialista Jorge Loução, da Motorconsult, explica a lógica desta solução Mazda: “Em regimes elevados e em situações em que o acelerador é pisado exuberantemente, o modo SPCCI desliga-se, passando o motor a funcionar como um convencional motor a gasolina, com uma mistura de ar e combustível estequiométrica com um rácio de 14.7:1, em vez da mais pobre relação de 30 litros de ar por um liutro de gasolina do modo SPCCI”.

O bloco Skyactiv-X disponibiliza 180 cv às 6000 rpm e um binário máximo de 224 Nm às 3000 rpm. Certificado com a norma Euro 6d, associado ao novo hatchback Mazda 3, o motor 2.0 Skyactiv-X regista um consumo combinado de combustível entre os 5,4 e os 6,9 l/100 km e emissões de CO2 (WLTP) entre os 122 e os 157 g/km. Se associado ao novo Mazda CX-30, dste bloco assinala consumos médios de combustível entre os 6,9 e os 7 l/100 km e emissões de CO2 entre os 133 e os 160 g/km. O binário é cerca de 10% maior do que o originado pelo motor 2.0 Skyactiv-G, e a faixa de baixos consumos vê-se significativamente expandida face à mesma unidade. O motor tem um compressor (embora não um turbocompressor) ligado ao veio do próprio motor.

Os preços do Mazda CX-30 Skyactiv-X iniciam-se nos 33.605 euros da versão de entrada na gama, ascendendo aos 44.060 euros da versão com maior dotação de equipamento.

No caso do novo Mazda 3 equipado com o motor Skyactiv-X, a gama os preços do Mazda3 Hatchback iniciam-se nos 30.874 euros da versão de entrada na gama, ascendendo aos 36.900 euros da versão com maior dotação de equipamento. No caso do Mazda3 Sedan o intervalo de preços encontra-se entre os 34.325 e os 36.770 euros.

Os Mazda CX-30 e Mazda 3 Skyactiv-X estão disponíveis no mercado com transmissões manuais de 6 velocidades Skyactiv-MT (6MT) ou automáticas de 6 velocidades Skyactiv-Drive (6AT), numa gama que se alarga ainda a versões de tração dianteira (FWD) e com quatro rodas motrizes i-Activ (AWD).

O motor 2.0 Skyactiv-X (180 cv) vem complementar a oferta de motorizações – 2.0 Skyactiv-G (122 cv) a gasolina e 1.8 Skyactiv-D (116 cv) Diesel – que estava já disponível para o novo SUV Mazda CX-30 e para o Mazda 3 (Hatchback e Sedan).

Deixe uma resposta

*