Mini renova SUV Countryman

Mini Countryman facelift View Gallery 11 photos

SUV beneficia de faróis em LED de série, de farolins “Union Jack” e de um novo painel de instrumentos digital.

A Mini aplicou um facelift do Countryman (F60), modelo que estará disponível a partir do final do verão. As atualizações estéticas permitiram ao SUV, que representa 30% das vendas na marca à escala mundial, alinhar-se com a restante gama, incluem uma nova grelha do radiador com uma moldura cromada, para-choques na cor da carroçaria, faróis e luzes de nevoeiro em LED de série, farolins em LED que formam o padrão Union Jack da bandeira do Reino Unido e novas jantes. Em opção é possível encomendar faróis adaptativos em matrix-LED. O pack exterior Piano Black substitui o cromado da moldura da grelha por preto. Entre as opções de cores exteriores passam a figurar o Sage Green e White Silver. Juntam-se ainda novas jantes entre 17 e 19 polegadas.

No interior, o Countryman beneficia de alterações significativas, com destaque para a inclusão de um painel de instrumentos digital – semelhante ao do Mini Electric e do Mini John Cooper Works GP. Em modelos com um dos packs de Navegação, o ecrã de 5 polegadas pode ser combinado com um ecrã central do sistema de infotainment com 8,8 polegadas, que se posiciona acima de uma consola central redesenhada, com superfície em preto piano. É oferecido de fábrica o volante desportivo, o Bluetooth e o assistente por voz Amazon Alexa que funciona através do cartão SIM embutido (que permite aceder também a informações de trânsito em tempo real, atualizações automáticas dos mapas e chamadas de emergência). Em opção, estão disponíveis bancos com regulação elétrica e memória. A Mini alargou o leque de opções de personalização ao acrescentar duas novas opções de revestimento em couro e um pack interior Mini Yours. O todo de gama Cooper S e o híbrido plug-in S E All4 recebem aplicações adicionais em preto piano.

Em termos mecânicos, a Mini aposta na mesma gama de motores de três e quatro cilindros turbo a gasolina e de quatro cilindros Diesel, embora refira que foram operadas mudanças que lhe permitem melhorar os consumos e emissões de CO2. Para o efeito, foram aplicados filtros de partículas nos gasolina e tecnologia de AdBlue nos modelos a gasóleo. Os gasolina One de 102 cv e Cooper 136 cv baseado num motor 1.5 de três cilindros turbo e Cooper S 2.0 de quatro cilindros turbo com 178 cv integram também um coletor de escape integrado na cabeça dos cilindros. Toda a gama dispõe de série de um sistema start&stop mais eficiente. Os Diesel One D de 116 cv, Cooper D de 150 cv e Cooper SD de 190 cv beneficiam de um turbo de duas fases. A opção de tração integral All4 está disponível em toda a gama do SUV e a caixa automática de oito velocidades passa a ser de série em todas as versões All4 do Cooper e Cooper D. Na gama continua a figurar o híbrido plug-in de tração integral S E All4 com 220 cv e caixa automática de seis velocidades. Este possibilita circular entre 55 e 61 km em modo elétrico.

Deixe uma resposta

*