Elétrico Citroën ë-C4 anuncia 350 km de autonomia

Citroën ë-C4 View Gallery 25 photos

Com um design inspirado nos SUV, a nova gama do modelo de cinco lugares chega no outono com opções a gasolina e Diesel.

Poucas semanas depois de mostrar as primeiras imagens e detalhes acerca da terceira geração do C4, a Citroën desvendou todos os detalhes do modelo compacto que estará à venda no outono. Inspirado nos SUV, aquele que é efetivamente o substituto do C4 Cactus, tem como principal destaque a incorporação de uma inédita versão elétrica, que será comercializada juntamente com os modelos a gasolina e Diesel, com opções até 155 cv de potência. Feito com base na plataforma CMP, o C4 tem 4,36 metros de comprimento, 1,83 m de largura, 1,53 m de altura e 2,67 m de distância entre eixos. O novo C4 tem 15,6 cm de altura ao solo e um raio de viragem de 10,9 m. Pode ser encomendado em sete cores exteriores, cinco packs exteriores e seis ambientes interiores. O ë-C4 tem uma cor específica: Anodized Blue. Ao todo, são 31 combinações possíveis no exterior. O novo compacto é reconhecível pela nova assinatura em LED em forma de V na dianteira e traseira. Destaque também para o teto panorâmico em vidro e spoiler traseiro.

Por dentro, realce para o HUD a cores sem moldura e pela primeira vez para o para-brisas e volante aquecidos. Outra novidade absoluta é o suporte retrátil para o tablet do lado do passageiro. Existem 16 zonas de arrumação com um total de 39 litros. Na bagageira cabem 380 litros, numa zona de carga até 71,5 cm de altura. Destaque para a inclusão de série dos bancos Advanced Comfort, com opção de massagem. Na segunda fila, a marca diz que há espaço para três ocupantes. O ecrã central tem 10 polegadas e há saídas de ventilação de formato circular no tablier. Entre o equipamento, existem 20 sistemas de assistência à condução, com destaque para o aviso de saída de faixa, aviso de colisão dianteira assistido com travagem de emergência, reconhecimento de sinais de trânsito, aviso de fadiga e controlo de estabilidade de reboque. Graças ao System Highway Driver Assist com cruise control adaptativo é possível assistência de condução autónoma de nível 2. Está equipado de série com a suspensão Progressive Hydraulic Cushion, com batentes hidráulicos.

O primeiro “zero emissões” do segmento C em modelos da PSA conta com já conhecido motor de 136 cv e 260 Nm disponível nos Peugeot 208 e 2008. Se dos três modos à disposição optar pelo modo Sport consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos e atingir uma velocidade máxima de 150 km/h. A bateria de 50 kWh de capacidade garante autonomia para 350 km (WLTP). É possível carregar 80% das baterias em meia hora numa tomada de 100 kW e 100% em cinco horas com o carregador trifásico incluído de série de 11 kW. A oferta a gasolina é composta pelo três cilindros turbo 1.2 Puretech com opções de 100 cv (caixa manual de seis velocidades), 140 cv (com opção de caixa automática de oito velocidades) e 155 cv (exclusivamente automático). As opções Diesel dividem-se pelo 1.5 BlueHDI com 110 cv e caixa manual e com 130 cv apenas automático.

Deixe uma resposta

*