Jaguar atualiza XF e XE

Jaguar XF View Gallery 30 photos

Dupla de berlinas incorpora a mais recente geração de motores e de tecnologia.

A Jaguar desvendou de uma só vez a nova face das gamas XE e XF (que continua disponível na Europa no formato carrinha Sportbrake), cujas primeiras entregas estão previstas para o início de 2021. O XF é o que traz mais novidades, beneficiando de uma gama mais simplificada.

A dupla XE/XF ganha um novo motor Diesel “mild hybrid” de 48V, mais concretamente um 2.0 com 204 cv e 430 Nm, que anuncia consumos de 4,8 l/100 no XE e de 5,2 l/100 km no XF (quase 15% abaixo do antigo Diesel de 180 cv). Novo é também o 2.0 de quatro cilindros turbo a gasolina disponível com 250 cv e 365 Nm e 300 cv e 400 Nm, nas versões P250 e P300, respetivamente. O P300, a nova versão de topo (que substitui o seis cilindros) e o único que é sempre com tração às quatro rodas (os restantes têm versões de tração traseira), anuncia 0-100 km/h em 6,1 segundos no caso do XF. Todos os motores de ambas as gamas surgem associados em exclusivo a uma caixa automática de oito velocidades.

O XF adota o mais recente sistema de infotainment Pivi Pro (que estreou no Defender), nas versões mais equipadas. Acrescenta também atualizações “over the air”, um novo sistema de ionização e carregamento wireless do smartphone. Junta ainda novos materiais no interior, um novo ecrã tátil curvo de 11,4 polegadas, um painel de instrumentos digital com 12,3 polegadas, um volante em dois tons, bancos perfurados e pespontados. No caso do XE, destaque para o ecrã tátil de 10 polegadas com tecnologia EVA 2.0 (que permite atualizações “over the air” e carregamento sem fios do smartphone), opção de ecrã inferior para os comandos da climatização, além de novos bancos e volante.

No exterior, O XF recebeu novos faróis em LED mais afilados (com opção de tecnologia “Pixel”, com máximos adaptativos), grelha mais larga com malha inspirada nos logótipos antigos, um para-choques redesenhado e novas asas laterias com o logo da marca. Atrás, realce para o para-choques mais largo e farolins com contorno escurecido. Junta ainda novas cores, nomeadamente o azul Portofino e uma versão mais escura do British Racing Green. No caso do XE as mudanças estilísticas são mais modestas, uma vez que contou com um facelift no ano passado. Ainda assim, a berlina mais pequena ganha um novo nível de equipamento R-Dynamic Black com capas dos espelhos e laterais em preto.

Deixe uma resposta

*