Toyota confirma aposta em SUV compacto elétrico

Toyota SUV elétrico View Gallery 7 photos

Modelo com dimensões semelhantes ao RAV4 abrirá caminho para nova vaga de elétricos feitos a partir da plataforma e-TNGA.

A Toyota vai apresentar nos próximos meses um novo SUV compacto elétrico, embora a sua introdução no mercado só venha a acontecer dentro de cerca de dois anos. Trata-se do primeiro modelo feito modelo feito com base na nova plataforma específica para elétricos e-TNGA. O modelo, ainda sem nome conhecido, está praticamente pronto para avançar para produção – o que acontecerá na fábrica da Toyota no Japão. Trata-se de um modelo com dimensões próximas do RAV4 que será uma forte aposta sobretudo no mercado europeu. O novo carro será construído em conjunto com a Subaru e a partir das imagens da patente que já circulam na internet confirma-se que será um crossover/SUV de formato coupé. Espera-se que este seja o primeiro de mais cinco modelos “zero emissões” a lançar a médio-prazo pela Toyota.

A nova base modular e-TNGA conta com elementos que permitem variar a largura, comprimento, altura e distância entre eixos. Além disso, é também possível fazer modelos de tração dianteira, traseira ou às quatro rodas, assim como encaixar baterias com diversas capacidades e um ou mais motores elétricos para se adequar a vários tipos de veículos e finalidades.

Outra tecnologia na calha para ser combinada com esta plataforma é a das baterias em estado sólido. Esta tecnologia, que está a ser desenvolvida entre outros pela Panasonic, permite ter baterias com maior densidade energética e baixar a dependência de matérias-primas mais caras. Além disso, possibilita ter baterias mais pequenas e mais leves, capazes de suportar carregamentos mais rápidos face aos convencionais. A Toyota estima que será possível colocar no mercado o primeiro modelo de produção em série com este tipo de baterias em 2025.

De acordo com os responsáveis da marca nipónica, o objetivo é que os modelos elétricos representem mais de 10% das suas vendas em 2025. A Toyota acredita que não tem urgência em tornar a gama 100% elétrica, para reduzir a média de emissões de CO2. Assim, além dos híbridos, tecnologia na qual o construtor possui um longo historial em híbridos, sejam eles “full-hybrid” ou plug-in, continuará em cima da mesa o foco no desenvolvimento de modelos a hidrogénio. A Toyota acredita que os modelos Fuel Cell como o Mirai podem ser uma alternativa viável aos elétricos, especialmente para uma utilização de frotas e para modelos comerciais.

Deixe uma resposta

*