Porsche estreia variante “radical” Taycan Cross Turismo

Porsche Taycan Cross Turismo View Gallery 24 photos

Variante “shooting brake” é uma opção mais versátil e com maior altura ao solo do primeiro modelo elétrico da marca de Zuffenhausen.

A Porsche apresentou hoje o Taycan Cross Turismo, uma variante mais versátil do Taycan que mistura o conceito “shooting brake” similar ao já experimentado no Panamera com um visual crossover. O Cross Turismo vai ser lançado no verão e tem preços a começarem nos 97.582 euros.

O Taycan Cross Turismo evolui praticamente sem alterações do protótipo Mission E Cross Turismo que foi apresentado em 2018 como sendo um “cross utility vehicle” ou CUV. A alteração mais evidente são os 47 mm adicionais em altura para os ocupantes dos lugares posteriores e bagageira possui 500 litros de capacidade (extensíveis a 1200 litros com o rebatimento da segunda fila de bancos – um valor similar ao do VW Golf de cinco portas), mais 134 litros do que o Taycan já conhecido. A isso acrescenta mais 20 mm de altura ao solo face ao Taycan convencional ou ainda mais 10 mm caso seja acionado o Off Road Design Package. Esse kit acrescenta proteções em plástico adicionais, ao estilo SUV. Nesta versão Cross Turismo a secção dianteira e traseira foram atualizadas, sendo a mudança mais evidente a traseira redesenhada. É também incluído um tejadilho em vidro.

Este primeiro derivativo do Taycan, que representa a primeira incursão da Porsche no universo dos carros elétricos, acrescenta ainda um modo Gravel (gravilha) que eleva a suspensão a mais possível e modifica a configuração do controlo de estabilidade e do sistema de vectorização de binário de modo a conseguir enfrentar da melhor forma pisos um pouco mais imperfeitos. A ajudar nesta tarefa está a suspensão pneumática e o sistema de tração às quatro rodas (possível graças à inclusão de um motor por cada eixo) incluídos de fábrica. Na configuração base, este Taycan mais “radical” vem equipado com jantes de 20 polegadas na dianteira e 21 polegadas no eixo traseiro. Em opção, existe uma caixa de carga para encaixar nas barras de tejadilho (de série) e uma estrutura para transporte de bicicletas na traseira.

A versão de acesso do Cross Turismo tem 469 cv (em “overboost”), o que lhe permite acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos e uma velocidade máxima de 219 km/h. O 4S de 571 cv, o Turbo com 680 cv e o Turbo S com 761 cv – são similares ao Taycan convencional. A versão de topo, que pesa 2358 kg, anuncia 0-100 km/h em 2,9 segundos (apenas menos 0,1 seg. que o sedan) e a velocidade máxima queda-se pelos 250 km/h. Todos as versões contam a bateria maior de 93,4 kWh de capacidade. A autonomia do Turbo S varia entre 388 e 412 km, a do Turbo chega a 450 km, a do 4S aos 407 km e a versão base é capaz de percorrer até 431 km (WLTP). Segundo a marca, é possível carregar 80% da bateria em 15 minutos numa tomada ultrarrápida (até 400 kW) ou o equivalente a 100 km de autonomia em quatro minutos. Para já, não há versão de acesso de tração traseira (com apenas um motor) à disposição.

Deixe uma resposta

*