Porsche projeta interior de futuro modelo autónomo

Porsche Renndienst Study

Furgão elétrico traz posição de condução central, ao estilo de um McLaren F1.

Em 2018, a equipa de design da Porsche desenhou um furgão elétrico de tamanho real. No final de 2020 o Renndienst Study (originalmente pintado de vermelho) foi mostrado ao mundo pela primeira vez. Agora, é a vez deste modelo receber um novo interior. Este estudo carateriza-se pela elevada habitabilidade à disposição para os seis ocupantes. Este modelo de condução autónoma é confortável e modular, com o condutor a surgir ao centro, ao estilo de um McLaren F1, de modo a proporcionar uma experiência divertida para quem segue ao volante. Logo atrás do banco do condutor que consegue rodar 180 graus surgem duas bacquets para os “co-pilotos”, uma à esquerda e outra à direita do condutor.

O acesso ao interior é feito através de duas portas laterais deslizantes. A sensação de espaço a bordo é potenciada ainda mais com um teto panorâmico de grandes dimensões. Do lado esquerdo a zona é coberta, sem vidros, o que proporciona maior privacidade. Do lado direito existe um vidro de grandes dimensões. O volante de três raios tem um desenho bem conhecido e logo atrás surge um painel de instrumentos digital de aspeto tradicional com quatro mostradores redondos. Este é ladeado por dois ecrãs de grandes dimensões. Aliás, cada ocupante tem direito ao seu próprio ecrã de infotainment com botões de acionamento háptico similares aos de hoje encontramos nalguns modelos da Porsche. A segunda fila de bancos surge presa numa calha, que permite deslizá-los consoante a necessidade. Por baixo surgem as baterias. Para os revestimentos, a marca alemã recorreu a madeira, metais e plástico reciclado.

A Porsche aproveitou esta ocasião para retocar também o design exterior deste furgão elétrico (ver última foto). Esta espécie de “Pão de Forma” da Porsche traz novos faróis em forma de X, espelhos retrovisores mais pequenos e uma barra azul em volta. O mecanismo de abertura das portas também foi revisto.

Deixe uma resposta

*