Toyota Mirai faz 1360 km sem reabastecer

Toyota Mirai

Berlina movida a hidrogénio estabeleceu um novo recorde do Guinness.

O Toyota Mirai tornou-se no carro movido a hidrogénio com mais autonomia do mundo. O recorde do Guinness foi estabelecido nos EUA com o piloto profissional (e conhecido “hypermiler”) Wayne Gerdes ao volante, ajudado por Bob Winger. A viagem demorou dois dias pelo sul da Califórnia: sendo que no primeiro dia foram percorridos 761 km e no segundo 598 km, incluindo Los Angeles em hora de ponta. O resultado final foram 1360 km (com a temperatura atmosférica a variar entre 18 e 28 graus), sem ser necessário reabastecer o depósito de hidrogénio. Durante a jornada, o Mirai consumiu 5,65 kg de hidrogénio sem qualquer emissão de CO2. A Toyota estima que um automóvel a combustão teria emitido 301 kg de CO2 na distância percorrida.

Já no passado mês de maio, em França, o Mirai percorreu 1003 km com um depósito e com recurso a quatro condutores – embora não tenha sido verificado pelo livro de recordes do Guinness. A autonomia homologada para o modelo fuel cell, cuja segunda geração foi lançada em 2020 (e testada nas edições #39 e #42 da revista autoDRIVE) é de 650 km.

Deixe uma resposta

*