Polestar 2 recebe 68 cv da noite para o dia

Polestar 2

Graças a uma atualização de “software” “over the air”, a berlina elétrica sobe para 476 cv.

A Polestar mostrou na edição deste ano do Goodwood Festival of Speed uma versão “espigada” do Polestar 2. Apesar de este protótipo da berlina elétrica, pomposamente apelidado para a ocasião de “Beast”, não ter passado diretamente à produção, a marca sueca anunciou que os clientes do “2” podem descarregar “over the air” os cavalos de potência que fazem o modelo equipado com dois motores (um por eixo) subir dos 408 para os 476 cv do “one-off” que foi mostrado no Reino Unido. Quem quiser encomendar estes cavalos extra basta ir à loja online Polestar Extras e descarregar o “upgrade”, não sendo necessário visitar um concessionário para o efeito. Este “download” ficará disponível a partir da próxima primavera, por um preço a rondar os 1000 euros.

Esta potência adicional não irá converter imediatamente o Polestar 2 (na imagem) num supercarro. Contudo, segundo a marca o aumento de potência reflete-se em melhores prestações com o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h a ser reduzido em 0,3 segundos para um total de 4,4 segundos. A juntar a isso, o tempo de aceleração de 80 a 120 km/h foi reduzido em meio segundo para 2,2 segundos.

Recorde-se que o protótipo “musculado” de Goodwood tinha vias 2 cm mais largas à frente e atrás, molas e amortecedores especiais que permitem rebaixar a altura ao solo em 25 mm. Além disso, as molas eram 80% mais rígidas à frente e 40% atrás, comparativamente com o modelo de série. Segundo a marca, os amortecedores da Öhlins dotados de três níveis de ajuste tinham uma afinação 30% mais rígida. A juntar a isso, foi encaixada nessa ocasião uma torre de suspensão em carbono à frente e atrás – similar ao S60 Polestar Engineered – e o controlo de estabilidade foi removido. No exemplar único, a Polestar incluiu ainda jantes de 21 polegadas, o que obrigou a alargar as cavas das rodas em 10 mm. Os pneus Pirelli P-Zero Rosso e o sistema de travagem (com pinças de travão de seis pistões Akebono) foram herdados do Polestar 1. Contudo, possível que a Polestar venha a lançar uma versão mais desportiva equipada com estes elementos ou mesmo vende-los individualmente.

Deixe uma resposta

*