Motor V12 do Aston Martin Valkyrie já se faz ouvir

O bloco naturalmente aspirado de 6.5 litros de cilindrada construído pela Cosworth debita mais de 1000 cv.

A Aston Martin revelou mais alguns dados sobre o supercarro híbrido Valkyrie. O motor de origem Cosworth, desenvolvido com base nos parâmetros dos F1, é um V12 naturalmente aspirado com 6.5 litros de capacidade e é capaz de debitar mais de 1000 cv. Vale a pena abrir o vídeo para ouvir a sonoridade do novo motor do modelo híbrido que foi desenvolvido em conjunto com a Red Bull Racing.

O motor em si pesa 206 kg, recorrendo a materiais como o titânio e a peças forjadas no seu interior. A cambota, por exemplo, feita a partir de uma barra de aço e moldada a partir daí, é 50% mais leve do que a do motor V12 do raro One-77. Verdadeira obra de arte, com muito espírito “old school”, o motor está montado num ângulo de 65 graus. Tem quatro catalisadores, atinge os 1014 cv às 10.500 rpm e possui um binário máximo de 740 Nm às 7000 rpm. Contudo, na rotação máxima chega às 11.100 rpm. A sua potência específica é de 153,8 cv/litro. A caixa de velocidades, fabricada pela Ricardo e desenhada por Adrian Newey (responsável técnico da Red Bull Racing), será específica para este modelo.

Contudo, é preciso recordar que este motor será acompanhado de um apoio um sistema híbrido, com baterias que ajudarão a incrementar as prestações, mas também a reduzir os consumos e as emissões. O Valkyrie deverá ter uma produção limitada a 150 unidades (já todas com dono), a um preço de 2,8 milhões de euros. As entregas começam no próximo ano.

Deixe uma resposta

*