Nova marca chinesa Aiways mostra-se à Europa

Aiways Nathalie 4 View Gallery 3 photos

Em Genebra estarão um SUV elétrico barato e um supercarro com pilha de combustível a metanol.

A Aiways é um projeto que se divide entre a China e a Alemanha. Formada em 2017 pelo CEO Gary Gu e pelo presidente Samuel Fu, a empresa sediada em Xangai emprega atualmente mais de 1100 pessoas entre os departamentos de pesquisa e desenvolvimento, construção de baterias e construção de carros. Depois de um protótipo apresentado no ano passado no Salão de Pequim, o SUV elétrico U5 Ion será o primeiro modelo de produção em massa a avançar. A empresa tem ambições na Europa, por isso elegeu o Salão de Genebra, em março, para mostrar o novo modelo U5 juntamente com o supercarro elétrico RG Nathalie, dotado de uma pilha de combustível que funciona a metanol. Integrada na Aiways está a Gumpert Aiways, comandada por Roland Gumpert, engenheiro do supercarro Apollo.

O SUV U5 promete concorrer com propostas como o Mercedes-Benz EQC e o Audi e-tron, mas a um preço substancialmente mais baixo (25 mil euros), sendo ao mesmo tempo um dos mais seguros e tecnológicos do seu segmento. O modelo surge com um motor elétrico no eixo dianteiro com 188 cv e 315 Nm, garantindo uma autonomia até 460 km na versão base e 560 km com um pack adicional. De acordo com o fabricante, será o suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 10 segundos. U5 será lançado na China em setembro e na Alemanha no início de 2020. Durante o primeiro ano, serão produzidas até 150 mil unidades do SUV EV (que se alargará a 300 mil daí para a frente).

A Aiways prevê lançar mais dois modelos a partir de 2020. O seu primeiro modelo de referência foi revelado em Pequim, o RG Nathalie (nome da filha de Gumpert), um desportivo elétrico que combina uma bateria com 70 kWh de capacidade com uma pilha de combustível que funciona a metanol (produzida pelos dinamarqueses da Serenergy) como extensor de autonomia. Este supercarro é alimentado por quatro motores elétricos com 139 cv cada, que lhe permitirá alcançar uma velocidade máxima de 306 km/h e de acelerar 0-100 km/h em 2,5 segundos, segundo estimativas da marca. A autonomia rondará os 850 km. O RG Nathalie custará cerca de 400 mil euros.

Deixe uma resposta

*