Audi atualiza RS4 Avant

Audi RS4 Avant facelift View Gallery 17 photos

A carrinha “musculada” mantem os 450 cv debitados do motor V6 biturbo, mas beneficia de uma renovação tecnológica.

Apenas dois anos após o seu lançamento, a Audi decidiu renovar a RS4 Avant. Visualmente, esta versão mais “extrema” da carrinha de Ingolstadt passou a assemelhar-se à sua “irmã” maior RS6 Avant. A renovação da RS4 Avant incide sobretudo no capítulo estético e tecnológico. No primeiro vetor, acrescentou uma grelha mais larga pintada em preto brilhante, renovados faróis em LED e opção de faróis LED Matrix com contorno em preto. As cavas das rodas são 30 mm mais pronunciadas face às versões convencionais da carrinha A4. Atrás, as modificações limitam-se aos farolins redesenhados, a um novo para-choques e difusor em preto com um novo formato. A RS4 Avant surge de série com jantes de alumínio forjado de 19 polegadas, podendo recorrer a umas de 20 em opção, com um desenho específico e que inclui pinças de travão de seis êmbolos. Destaque também para as duas novas cores de carroçaria: azul Turbo sólido e vermelho Tango metalizado. Em opção, há novos packs que inclui detalhes em preto brilhante, alumínio mate ou fibra de carbono.

Por dentro, há um novo sistema MMI com ecrã tátil (em substituição de uma solução com comando rotativo na consola central) de 10,1 polegadas (em vez de um de 8,3”), agora com comandos por voz mais avançados, e a instrumentação digital Virtual Cockpit com ecrã de 12,3”, a que se junta um volante de fundo plano de três raios revestido a alcantara. Existem ainda novos menus específicos, nomeadamente com informação da temperatura do óleo do motor e da transmissão, tempos por volta em pista, tempos de aceleração e forças G. Realce ainda para o seletor dos modos de condução com os programas personalizáveis RS1 e RS2. Do equipamento de série fazem parte o diferencial traseiro desportivo, direção com desmultiplicação varável, discos de travão carbocerâmicos e a suspensão pneumática Dynamic Ride Control.

A motorização mantem-se: o V6 2.9 biturbo com 450 cv e 600 Nm, que em associação a uma caixa automática de oito velocidades Tiptronic com conversor de binário, e com um sistema de tração integral quattro (que distribui o binário numa proporção de 60:40), é capaz de projetar a carrinha de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e a uma velocidade máxima de 250 km/h (ou 280 km/h com o pack opcional dynamic RS).

Deixe uma resposta

*