McLaren Speedtail atinge 403 km/h com ajuda da NASA

McLaren Speedtail View Gallery 3 photos

Durante os testes, o modelo híbrido de 1050 cv superou por mais de 30 vezes a barreira dos 400 km/h.

A dois meses da chegada aos primeiros donos, a McLaren levou o Speedtail em formato de produção ao Kennedy Space Center na Florida (EUA), no complexo normalmente utilizado pela NASA, para colocar à prova o seu modelo mais rápido de sempre. Com o piloto de testes Kenny Brack ao volante, o híper-GT foi capaz de atingir um pico máximo de 403 km/h. Este resultado não foi fruto de apenas uma esporádica tentativa, uma vez que o “long tail” britânico conseguiu ultrapassar a barreira dos 400 km/h por mais de 30 ocasiões. A contribuir para esta performance esteve o modo Velocity que permite rebaixar a altura do modelo de três lugares em 3,5 cm (registando uma altura máxima de 1120 mm). Entre as inovações do Speedtail, que é um híbrido “self charging”, estão as baterias desenvolvidas pela McLaren que alegadamente são responsáveis pelo melhor rácio peso/potência entre as baterias de alta voltagem com 5,2 kW/kg.

O Speedtail é um híbrido de tração traseira de três lugares que recorre a um motor gasolina V8 4.0 biturbo e a um motor elétrico para um débito total de 1050 cv e 1150 Nm. Com 5137 mm de comprimento e uma carroçaria totalmente feita em fibra de carbono (que lhe permite ter apenas 1430 kg), o Speedtail consegue chegar aos 300 km/h em 12,8 segundos. As 106 unidades (a 1,9 milhões de euros cada) daquele que é o sucessor espiritual do F1 já estão esgotadas.

Deixe uma resposta

*