Mercedes-Benz GLB 200d

Mercedes-Benz GLB 200d View Gallery 19 photos

A expansão dos SUV no mercado automóvel tem levado os construtores a ampliar a sua oferta. Com o novo GLB, a Mercedes-Benz decidiu apostar numa área pouco explorada entre os seus rivais, a dos SUV compactos com sete lugares. Testamos a versão 200d para sabermos se é uma opção a ter em conta.

O que é?

O Mercedes-Benz GLB foi introduzido no mercado nacional em novembro de 2019 e posiciona-se como o SUV compacto mais versátil na gama da marca germânica. Apesar de não parecer à primeira vista, é feito com base na mesma plataforma que constitui o Classe A, a MFA2. Curiosamente, embora tenha recebido a designação “B”, assume uma atitude muito diferente do seu “irmão mais novo” Classe B ao desfrutar de uma faceta bem mais encorpada quando comparado com a restante gama.

No que se refere ao seu visual, é percetível que os engenheiros alemães procuraram criar um SUV com uma aparência quadrada semelhante ao GLS (e inspirada no Classe G) que transmite uma postura mais aventureira. A imponente zona frontal é composta por uma grelha de generosas dimensões que combina com capot disposto num plano quase horizontal. Essa identidade é mantida na sua silhueta assumidamente retilínea que culmina numa secção traseira corpulenta na qual se destacam as falsas saídas de escape nesta variante com a linha AMG. O desenho do habitáculo segue a mesma linha de pensamento e brinda-nos com uma qualidade de construção bem conseguida repleta de bons materiais. Como não podia deixar de ser, o interior é dominado pela conhecida dupla de ecrãs digitais que equipa os modelos mais recentes da Mercedes-Benz. Neste caso, podemos contar com um ecrã de 7 polegadas no painel de instrumentos e outro ecrã de 10,25 polegadas ao centro do tablier. A habitabilidade traseira impressiona graças à modularidade e espaço presentes, os bancos deslizantes da segunda fila podem ser movidos até 14 cm e conseguimos transportar facilmente 3 adultos. Para além disso, por 950 euros é possível instalar uma terceira fila com mais dois assentos que fortalece a sua polivalência. Já a capacidade da bagageira, varia entre os 500 e os 640 litros.

Para que serve?

O Mercedes-Benz GLB é o companheiro ideal para quem procure versatilidade aliada ao conforto. A verdade é que o amplo interior associado à capacidade de transportar sete passageiros evidencia uma aptidão que nem todos os SUV deste segmento (ou até de segmentos acima) possuem. Tudo isso acompanhado de uma faceta tecnológica que beneficia claramente do melhor sistema de infotainment atual, o MBUX.

No que respeita a esta versão do motor OM 654 a gasóleo com 2 litros de cilindrada que debita 150 cv de potência, o seu desempenho é aceitável e mostra-se refinado em grande parte das situações. Contudo, devido ao peso a rondar os 1700 kg, sempre que exigimos um esforço maior conseguimos notar alguma necessidade em subir a rotação (especialmente no modo de condução Sport). Ainda assim, dadas as suas pretensões, assume um desempenho totalmente aceitável e até consegue fazer médias de consumo a rondar os 6 l/100 km. A nível dinâmico, quando equipado com as jantes de 19 polegadas da linha AMG, este SUV compacto comporta-se apropriadamente em estradas mais sinuosas. Tudo sem prejudicar o excelente trabalho da suspensão que consegue absorver as irregularidades do piso de forma notável e que transmite um conforto considerável. Ainda que incorpore um visual todo-o-terreno que incentiva à sua utilização, esta versão sem o sistema de tração integral 4Matic não é propriamente adequada a uma utilização mais radical. Não obstante, a combinação entre o modo de condução conveniente e os 20 cm de altura ao solo permitem umas escapadinhas fora do asfalto sem quaisquer problemas.

Porque devo comprar?

Com este GLB a Mercedes-Benz conseguiu encontrar um ponto de equilíbrio apreciável entre versatilidade, conforto e preço. Mesmo sendo considerado um SUV compacto, o modelo tem uma capacidade formidável para desempenhar quase as mesmas funções que os seus “irmãos mais velhos” por um preço consideravelmente inferior. Caso pretenda usufruir de uma utilização mais aventureira, vale a pena apostar em versões com motores mais potentes que possuam o sistema de tração integral 4Matic.

Que opções tenho?

No território nacional, estão disponíveis três motorizações a gasolina: o GLB 200 com 163 cv de potência, o GLB 250 4Matic com 224 cv de potência e o AMG GLB 35 4Matic com 306 cv de potência. Quanto aos motores a gasóleo, também estão disponíveis três derivações: o GLB 180d com 116 cv de potencia, o GLB 200 com 150 cv de potência (com opção 4Matic) e o GLB 220d com 190 cv de potência (com opção 4Matic). Como complemento, estão disponíveis as linhas de equipamento Style, Progressive ou AMG. Nos equipamentos opcionais, destaque para o Pack Energizing, para a terceira fila de bancos e para o painel de instrumentos digital de 10,25 polegadas.

Os preços começam a partir dos 42.650 euros na versão menos equipada, sendo que a unidade ensaiada apresentava um valor a rondar os 60 mil euros.

Há desconto?

De momento não existem campanhas em curso.

Deixe uma resposta

*