Pininfarina revela Battista no formato final

Pininfarina Battista

Hipercarro elétrico com 1926 cv tem motores e bateria da Rimac.

Mais de dois anos após a estreia no Salão de Genebra em formato de protótipo, eis a versão de produção do Pininfarina Battista, que fará hoje a sua primeira aparição ao público na Monterey Car Week. O primeiro exemplar agora mostrado do hipercarro elétrico (dos 150 que serão produzidos) possui carroçaria em fibra de carbono exposta pintada de preto, criada pela Pininfarina em Cambiano (Itália), no âmbito programa de personalização da marca italiana. A acompanhar conta com jantes em alumínio forjado e um interior com opcionais bancos acolchoados Pilota, revestidos em couro sustentável e Alcantara Iconica Blu, assim como um Jewellery Pack, com alumínio escovado anodizado em preto. Na prática não há diferenças a assinalar face ao protótipo aprimorado no ano passado.

Este GT elétrico, que estará disponível para entrega no final do ano, chama também a atenção pelo som emitido. Os engenheiros escolheram que o hipercarro emitisse frequências que são múltiplos de 432 Hz (que, segundo a teoria musical – concebida pelo italiano Giuseppe Verdi -, é matematicamente consistente com o universo e representa puro som). O Battista, nome retirado do fundador do carroçador italiano há 91 anos, surge equipado com quatro motores elétricos que lhe permitem chegar aos 1926 cv e uma bateria de 120 kWh de capacidade, a proporcionarem autonomia até 500 km e carregamentos até 180 kW. Este conjunto motor/bateria é fornecido pela Rimac. O hipercarro anuncia 0-100 km/h em menos de dois segundos e uma velocidade máxima de 350 km/h.

Além do Battista convencional (o carro italiano “road legal” mais potente de sempre), será apresentado em público o Battista Anniversario, limitado a 5 unidades. O Pininfarina será concorrente do Rimac Nevera e do Lotus Evija.

Deixe uma resposta

*