Raro protótipo do Porsche 959 está à venda

Porsche 959 protótipo

O F7 é um dos protótipos “road legal” do hipercarro.

O 959 (lançado em 1985) é um modelo bastante exclusivo, pois teve uma produção limitada a 300 unidades. Aquele que é o primeiro hipercarro da Porsche foi uma resposta ao Ferrari F40 e antecedeu modelos históricos como o Carrera GT V10 ou o 918 Spyder. O 959, o modelo de referência da Porsche no seu tempo, era feito com base no 911 convencional. Agora, está à venda o sétimo dos 12 protótipos construídos para a F-series, o F7, produzido há precisamente 40 anos.

Este 959 especial, um dos dois pintados na cor Ruby Red, foi utilizado sobretudo para ensaios em clima mais quente e para avaliação dos sistemas elétricos do carro. Para o efeito, rodou na Costa Oeste dos EUA e nalgumas zonas da Europa. O interior do protótipo foi modificado por várias ocasiões, uma vez que a Porsche estava constantemente a testar vários sistemas. Este que é um dos protótipos sobreviventes voltou a Estugarda para ser recuperado. Aliás, supostamente este modelo foi restaurado e adaptado às especificações de um modelo de produção. O carro foi importado para os EUA com o intuito de ser apenas um modelo exposição. Posteriormente, viajou por outros países com as mesmas funções, nomeadamente pelo Japão e Bélgica. Na sua intervenção mais recente, no Porsche Centre Reading em 2018 foram gastos 29 mil euros – na mudança de filtros, fluidos, amortecedores, bateria, etc. Há vários detalhes que denunciam que este é um protótipo, nomeadamente a ausência de espelho retrovisor do lado do passageiro ou o facto de não ter uma tampa do depósito de combustível à vista. Além do mais, não tem direção elétrica nem regulação em altura da suspensão.

O 959 foi desenvolvido inicialmente tendo em mente os ralis do Grupo B. Aquele que foi o primeiro modelo de produção da Porsche com tração integral teve um primeiro estudo apresentado em público em 1983 no Salão de Frankfurt. O desportivo com 450 cv debitados de um motor turbo obteve uma vitória dupla no Rali Paris Dakar em 1986, tendo sido nesse mesmo ano apresentado à imprensa em Nürburgring. Com o final dos Grupo B, o modelo de homologação tornou-se num carro de estada, cuja produção original era suposta ficar-se pelas 292 unidades. Foram feitas mais oito a partir de peças existentes. Com uma velocidade máxima de 315 km/h, o 959 era um dos carros mais rápidos, mas também mais caros do seu tempo. Teve clientes famosos tais como Herbert von Karajan, Martina Navratilova, Aga Khan e Bill Gates, entre muitos outros.

O protótipo regista 26.520 km registados no odómetro. Agora está à venda na Alemanha por 1,2 milhões de euros.

Deixe uma resposta

*