Toyota Supra recebe motor V10 derivado da F1

Toyota Supra V10 F1

Preparação operada pelo piloto de “drift” Ryan Tuerck acolheu um motor de 730 cv capaz de atingir 11.000 rpm.

O piloto profissional Ryan Trueck e a sua equipa demoraram 18 meses na preparação de um Toyota GR Supra (A90) numa máquina de “drift”. Debaixo do capot do modelo nipónico, que foi rebatizado “Formula Supra”, está um motor Judd GV4 V10 4.0 atmosférico que foi utilizado em vários F1 nas décadas de 1990 e 2000. Este bloco de 145 kg é capaz de atingir 11.000 rpm, debitando cerca de 750 cv. Estima-se que o motor seja capaz de percorrer 3200 km antes de necessitar de uma intervenção.

A transformação deste Supra não se limitou ao motor, com o carro a receber novos painéis da carroçaria em fibra de carbono. As vias do modelo de tração traseira foram alargadas, e há uma nova suspensão e direção. O motor V10 passa a contar também com uma caixa sequencial Hollinger de seis velocidades, acompanhada de um veio de transmissão em fibra de carbono e de um diferencial traseiro retirado de um Ford Explorer.

Este não é primeiro projeto deste género do campeão do Fórmula Drift, que também já encaixou num Toyota GT86 um motor V8 4.5 oriundo de um Ferrari 458 Italia.

Deixe uma resposta

*