Novo Mercedes GLE chega na primavera de 2019

Mercedes-Benz GLE View Gallery 14 photos

Com mais 8 cm de distância entre eixos, a nova geração do SUV ganha um novo híbrido Plug-in Diesel, nova suspensão ativa e opção de sete lugares.

A Mercedes-Benz apresentou a segunda geração do GLE antes da sua estreia oficial no Salão de Paris, em outubro. O SUV de Estugarda chegará ao mercado na primavera de 2019. No decurso do ano, seguir-se-ão as versões GLE coupé e GLE63.

No lançamento, o SUV estará disponível apenas na versão a gasolina GLE450 4Matic com 367 cv (e mais 21 cv em “overboost”). Pois depois será aposta uma nova versão híbrida Plug-in Diesel com 80 km de autonomia em modo elétrico (em vez de 30). A restante gama será composta por um 2.0 Diesel de quatro cilindros e por um seis cilindros em linha a gasolina com base num sistema de 48V (semelhante ao CLS). Todos contarão com uma caixa automática de nove velocidades e todos serão 4×4.

Em alternativa ao sistema com diferencial Haldex, disponível para o motor de quatro cilindros, o GLE conta um sistema de tração integral 4Matic variável com um pacote opcional Offroad, com redutoras. Há três tipos de suspensão à escolha: a de série (com molas helicoidais e amortecedores “simples”), uma opção com molas pneumáticas e amortecedores controlados eletronicamente e, por fim, a E-Active Body Control, com amortecedores controlados eletronicamente mas associado a um sistema elétrico de 48V, que permite controlar de forma independente os elementos de cada roda, de acordo com as informações recolhidas através de uma câmara posicionada no para-brisas Road Surface Scan.

A Mercedes-Benz ainda não revelou todos os dados do novo GLE, mas vai adiantando que possui uma distância entre eixos 80 mm superior, atingindo 2995 mm. Isto significa que a segunda fila de bancos (eletronicamente ajustável, com vários níveis de inclinação, ajuste longitudinal e que se podem dividir na proporção 40: 20:40) chega aos 1045 mm de espaço para pernas (mais 69 mm). Pela primeira vez, o SUV dispõe de opção de sete lugares. A base é a nova plataforma MHA, uma versão modificada, especifica para SUV, da MRA, do Classe C, E e S. A mala anuncia 825 litros de capacidade (mais 135 litros do que antes).

Por dentro, o ambiente foi totalmente renovado, destacando-se o novo ecrã (na verdade são dois posicionados em contínuo) de série com 12,3 polegadas em mostra toda a instrumentação e informação do infotainment (MBUX), que pode ser configurado nos modos Modern Classic, Sport, Progressive e Discreto. Os ecrãs centrais podem ser de 18 ou 22 polegadas. É possível comandar o sistema através do volante, do ecrã tátil, touch pad na consola central (em vez de um comando rotativo) e comandos por gestos e de voz. Em opção, existe um sistema head-up display. Outra novidade é o sistema Energizing, que controla em simultâneo vários elementos do carro (climatização, música, bancos com massagem e iluminação ambiente) para se adaptar ao estado de espírito do condutor.

Entre os sistemas de segurança e de ajuda à condução, destaque para o cruise control com função stop & go, através da informação recolhida pelo sistema LiveTraffic, sistema de direção ativo, de travagem de emergência, de viaturas em ângulo morto e de reboque. A juntar a isto, destaque para os faróis em LED com função Ultra Range, que projetam até mais de 650 metros.

Deixe uma resposta

*