Postos de carregamento rápido pagos a 1 novembro

Carregamentos rápidos passam a ser pagos a 1 de novembro

Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente confirmou a nova data para que os carregamentos através da rede Mobi.e passem a ser pagos.

Os dias dos carregamentos gratuitos através da rede de postos Mobi.e podem finalmente estar contados. Depois de falhar dois prazos (1 de julho e 1 de outubro de 2018), o governo, através do secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, fixou uma data para o início da cobrança dos carregamentos através da rede de postos rápidos (80% da bateria em meia hora): 1 de novembro. Em declarações durante o Lisbon Mobi Summit, que está a decorrer em Lisboa, José Gomes Mendes ainda não confirmou os valores para os carregamentos – algo que só deverá acontecer em meados de outubro.

Citado pelo Dinheiro Vivo, José Mendes considera que esta conversão permitirá cumprir, “nos próximos 3 ou 4 anos”, as metas do Governo nesta área: “um carregador rápido por cada 80 veículos e um carregador normal por cada 15 veículos”. O executivo pretende que exista uma “rede de carregamento que esteja presente em qualquer área de serviço e que possa funcionar com diferentes operadores. Isto significa que caberá aos utilizadores escolherem o operador de acordo coma as condições que considerem mais favoráveis.

Prevê-se que os carregamentos normais só deverão ficar a cargo dos consumidores “no início de 2019”. Até março de 2019, a rede Mobi.e vai ter mais 302 postos de carregamento.

Deixe uma resposta

*