UE restringe ainda mais emissões de CO2

Parlamento europeu decidiu restringir ainda mais os níveis de emissões poluentes

O Parlamento Europeu votou a favor para uma redução de 40% dos níveis de CO2 até 2030.

A legislação anteriormente aprovada previa uma redução da média dos níveis de emissões de CO2 de 30% até 2021. Contudo, a União Europeia votou ontem uma meta mais restrita que prevê uma redução mais acentuada de 20% até 2025 e de 40% até 2030 – o que equivale a uma média igual ou inferior a 50 g/km de CO2, quando antes era de 66. A média em causa é referente a toda a gama de um fabricante, o que deverá obrigar muitas marcas a enveredar por modelos 100% elétricos de modo a equilibrar os valores das emissões.

A associação dos construtores europeus ACEA apelida esta decisão de “agressiva, tendo em conta a escassa aposta em modelos de propulsão alternativa na Europa, nos dias que correm”.

As metas agora definidas tornam-se ainda mais desafiantes tendo em conta a alteração do ciclo de medições WLTP, mais rigoroso face ao anterior NEDC.

Deixe uma resposta

*