BMW testa o seu quatro cilindros mais potente de sempre

BMW M135i em testes

O novo Série 1, que passará a ser de tração dianteira, terá tecnologia do elétrico i3.

A BMW mostrou o novo Série 1 em testes no circuito de Miramas, no sul de França. Com estreia prevista para setembro para o Salão de Frankfurt e lançamento agendado para outubro, o novo modelo (na imagem, ainda camuflado) contará com um desenho similar ao atual, contando com uma grelha maior e faróis mais angulares. Atrás, contará com uma linha de cintura mais curvilinea, para-choques ventilado, ponteiras de escape maiores e farolins mais esguios.

Um dos modelos testados foi o M135X que será o quatro cilindros mais potente da história da BMW e o topo de gama na nova gama. O motor 2.0 turbo com nova colocação transversal debitará 306 cv, o mesmo valor do X2 M35i e pelo rival direto Mercedes-AMG A35. O binário deverá ser o mesmo do SUV Coupé, ou seja, 450 Nm. Esta versão assinada pela M Performance contará com um sistema de tração integral xDrive.

Mas a maior diferença do novo hatchback está mesmo na transição da nova geração de tração traseira para dianteira, com a promessa de melhorias do ponto de vista dinâmico, uma nova suspensão, um novo sistema de tração integral e mais espaço no interior. Para melhorar o comportamento os engenheiros da marca bávara recorreram a tecnologia do elétrico i3S. O novo Série 1 será o primeiro modelo com motor de combustão interna a contar com um diferencial autoblocante com atuador contíguo (disponível de série), que ajuda a reduzir a subviragem e melhorar a tração. Segundo a marca alemã, o sistema permite uma resposta dez vezes mais rápida face a um controlo de tração convencional. Além disso, o modelo de acesso da casa de Munique beneficiará de um maior rigidez torcional (recorrendo, por exemplo, a um braço traseiro em forma de boomerang) e de um sistema de travagem melhorado com a designação Performance Control. A nova plataforma permitirá aumentar a habilitadade nos lugares traseiros, comparativamente com o modelo atual, com o incremento do espaço para pernas em 33 mm e em 19 mm em altura. A capacidade da mala aumentou em 20 litros para um total de 380 litros.

Deixe uma resposta

*