Último Saab 9-3 feito na Suécia vai a leilão

Derradeiro exemplar do Saab 9-3 Aero vai a leilão

Derradeiro exemplar produzido do 9-3 Aero em 2014 poderá chegar aos 40 mil euros.

O último Saab 9-3 a ser produzido na Suécia será leiloado este mês, com o valor a reverter para uma bolsa dedicada à pesquisa de tecnologia de mobilidade “zero emissões” na Universidade West no seu país de origem. O exemplar em questão, que será leiloado pela NEVS – a atual dona da Saab -, surge pintado em cor prateada e com o motor 2.0 Aero Turbo a gasolina com 220 cv, praticamente zero quilómetros. Foi colocado de parte na fábrica de Tröllhattan para ser utilizado em crash-tests, mas nunca chegou a ser utilizado para esse feito. Aliás, esteve quase sempre estacionado desde essa altura, registando apenas 64 km no odómetro. De acordo com a leiloeira Bilweb, este exemplar poderá render entre 32 e 40 mil euros.

Recorde-se que a Saab deixou de produzir a berlina 9-3 em 2011, prevendo apresentar uma nova geração no Salão de Paris do ano seguinte sob a forma de um coupé de duas portas com motor 1.6 turbo de 200 cv de origem BMW. Contudo, o fabricante abriu falência e o processo de desenvolvimento do novo modelo nunca foi concluído.

A produção foi retomada em 2013 já sob a alçada da NEVS, com a ajuda de cerca de 400 fornecedores externos, tendo terminado apenas um ano depois, com escassas 420 unidades produzidas.

Em rigor, este 9-3 que vai agora a leilão não é o último Saab alguma vez construído. Em 2017, de forma a homenagear os 40 anos do 99 Turbo, a NEVS apresentou um protótipo do 9-3, o Retroturbo, feito com base no 9-3 Aero e pintado em cor de laranja. Atualmente, o 9-3 ainda está em produção, mas na China, com logótipo da NEVS e é um carro elétrico.

Deixe uma resposta

*