Volvo entrega produção de motores a combustão à Geely

teaser do próximo Volvo XC40 elétrico

Marca sueca focar-se-á apenas no desenvolvimento de carros elétricos.

No final deste mês, a Volvo vai revelar a variante elétrica do XC40 (na imagem, um dos teasers entretanto revelados daquele que será o seu primeiro modelo “zero emissões”). Esta será apenas a ponta do iceberg, uma vez que o construtor sueco prepara uma ofensiva de modelos elétricos para os próximos anos. A Volvo chegou a acordo com os chineses da Geely, transferindo para a empresa-mãe o processo de produção de motores a combustão. Para o efeito, foi criada uma nova unidade de negócio, que consistirá em 3 mil funcionários da Volvo e 5 mil da Geely (entre engenheiros, aprovisionamento, produção, tecnologias de informação e área financeira), responsável pela produção de motores a combustão para as marcas Geely, Proton, Lotus, LEVC e Lynk & Co.

Esta medida permitirá que o construtor sueco possa concentrar-se na produção de motores elétricos, prevendo em meados da próxima década ter um “line-up” de modelos totalmente “eletrificados”, dividido proporcionalmente entre híbridos plug-in e 100% elétricos.

Um estudo da IHS Markit concluiu que a produção de carros elétricos novos subirá dos atuais 2% para 12% em 2030. Analistas da BloombergNEF acreditam que os modelos “eletrificados” representarão 30% das vendas totais nessa mesma altura.

Deixe uma resposta

*