Próximos SUV BMW M serão híbridos plug-in

BMW X5M Competition

Pelo contrário, novos M2, M3 e M4 não serão “eletrificados”.

A BMW confirmou que a “eletrificação” da próxima geração de modelos da divisão M abrangerá modelos de maiores dimensões, nomeadamente SUV. Ouvido pela Car Advice, o patrão da BMW M, Markus Flasch, não se comprometeu com datas, mas confirmou que os plug-in a gasolina estão calha para a próxima geração de modelos desportivos. Um SUV de grande porte como o X5 M, por exemplo, é um forte candidato a receber esse sistema.

Aproveitando a ocasião, Flasch esclareceu que a onda de “eletrificação” não chegará a modelos mais “core” no seio da divisão M, nos quais o peso final do conjunto é mais sensível. Como tal, apesar das restrições das emissões de CO2 na Europa, não estão previstos para já M2, M3 ou M4 híbridos.

Atualmente, a forma mais barata de ter um BMW M é através do novo M135i, de tração dianteira. Contudo, o objetivo da marca bávara é manter os seus puros M como tração traseira, como o próximo M2. Flasch adiantou que o próximo M2 CS será lançado em meados de 2020. Posicionando-se acima do atual M2 Competition, esta versão contará com o mesmo motor de seis cilindros biturbo 3.0 do M3 e do M4 a debitar perto de 450 cv.

Deixe uma resposta

*