Alpina dá-nos um “cheirinho” de um BMW X7 M

BMW Alpina XB7 View Gallery 14 photos

Além de mais luxuoso e dinâmico, o XB7 tem o motor V8 biturbo a chegar aos 621 cv.

O atual SUV de referência da BMW é o X7 e a sua versão de topo, desenvolvida com o carimbo da divisão M, é o M50i. Dado que não existe um X7 M assumido, o preparador especialista em modelos da marca de Munique, a Alpina, resolveu avançar com a sua própria visão de um X7 ainda mais luxuoso e “espigado”. Rebatizado XB7, aquele que é o primeiro SUV preparado pela Alpina passa a contar debaixo do capot com o motor V8 4.4 biturbo N63 com 621 cv e 800 Nm – mais 91 cv e 50 Nm face ao M50i. Um aumento suficiente para projetar o modelo com 2655 kg dos 0 aos 100 km/h em 4,2 segundos (0,5 seg. mais rápido do que o modelo de fábrica) e 0-200 km/h em 14,9 segundos. A velocidade máxima aumentou de 250 para 290 km/h. O aumento de potência foi possível graças a mudanças no turbo e no sistema de indução, à inclusão de dois novos circuitos externos de arrefecimento a água, atualização do sistema de arrefecimento a óleo da transmissão e de novos intercoolers da Alpina. A potência é distribuída às quatro rodas através de uma caixa automática reforçada com oito velocidades de origem ZF. Os consumos médios anunciados são de 13,9 l/100 km (WLTP).

A Alpina acrescentou ainda um sistema de escape ativo da Akrapovic em aço inoxidável com quatro ponteiras de escape integradas num novo difusor. O preparador operou várias mudanças no exterior, com vista a aumentar a estabilidade a velocidades elevadas, com destaque para as entradas de ar dianteiras mais pronunciadas no para-choques e um novo lábio dianteiro, complementadas pelo “lettering” Alpina. De modo a melhorar a estabilidade foi também incluída uma suspensão desportiva pneumática de ajuste eletrónico com um curso até 40 mm, além de um sistema de quatro rodas direcionais. Foram também instalados vários apoios na carroçaria de modo a aumentar a rigidez torsional e estabilizadores eletromecânicos ativos e um reforço no eixo traseiro para facilitar um comportamento mais desportivo e reduzir o efeito de rolamento. Os travões têm discos perfurados de 395 mm e pinças de quatro êmbolos da Brembo em azul e branco no eixo dianteiro e de 398 mm no eixo posterior. As jantes de 21 polegadas com pneus Pirelli “all-season” são de série, embora seja possível encaixar jantes de 23 polegadas com um desenho de 20 raios. Os pneus Pirelli P Zero de verão são de medida 285 à frente e 325 atrás.

As modificações ao SUV de três filas de bancos continuam no interior, com um comando iDrive com punho em cristal com o logótipo da Alpina gravado a laser, bancos desportivos, volante desportivo com novo revestimento, soleiras das portas iluminadas com assinatura Alpina, além de novas decorações em couro e madeira. Em opção, é possível optar por estofos em couro Lavalina na cor desejada. Outros apontamentos de luxo incluem um forro do tejadilho aveludado, tablier em couro, portas com sistema de fecho suave e teto panorâmico em vidro. Outro opcional é o forro do tejadilho pejado de pequenos LED a imitar o céu estrelado.

Já disponível para encomenda, este XB7 tem preços a começarem nos 155 mil euros na Alemanha, sendo que as primeiras unidades chegam no fim do ano.

Deixe uma resposta

*