Produtor de “Velocidade Furiosa” revela história do Saleen

Saleen Mustang de "2 Fast 2 Furious"

A destruição da réplica do modelo não estava originalmente planeada no guião.

Os filmes do franchising “Velocidade Furiosa” estão repletos de alguns momentos marcantes que, curiosamente, não estavam originalmente planeados no guião. Craig Lieberman, um dos consultores técnicos do segundo filme da saga (intitulado “2 Fast 2 Furious” ou em português “Velozes + furiosos”, de 2003), acaba de revelar que um dos exemplos disso mesmo sucedeu na cena em que o Saleen Mustang é completamente destruído por um camião.

Segundo o mesmo, o modelo foi inicialmente acrescentado ao enredo como forma de diversificar o conjunto de automóveis presentes na película. A sua escolha foi determinada pela popularidade que possuía na altura e pela relação de proximidade entre o fundador da preparadora e Lieberman. Apesar disso, foi um dos sacrificados na parte em que um conjunto de “street racers” percorre uma autoestrada a grande velocidade. Tudo porque os produtores da saga “Fast & Furious” achavam que faltava alguma emoção.

Como seria de esperar, nenhum dos verdadeiros Saleen Mustang adquiridos foram destruídos. De acordo com os produtores, na cena da destruição, o modelo foi substituído por um Ford Mustang GT “normal” que foi mais tarde vendido a um proprietário que o restaurou por completo. Não se sabe ao certo o paradeiro de todos Saleen originais, mas subsiste o rumor de que o veículo oferecido pela preparadora está nas mãos de um colecionador residente em Las Vegas (EUA).

Deixe uma resposta

*