Magna Steyr compra parte da Fisker e garante novo SUV elétrico

Fisker Ocean

Previsto para 2022, o novo concorrente do Tesla Model Y tem no preço o seu principal argumento.

A Fisker quer ter um posicionamento global com o SUV elétrico Ocean (na imagem ainda em formato concept). Sabendo que a Europa é um mercado vital para a sua afirmação, o construtor norte-americano anunciou uma colaboração estratégica que visa a construção do novo modelo na fábrica da Magna Steyr, na Áustria, a partir do final de 2022. A juntar a isso, o CEO da Fisker Inc., o dinamarquês Henrik Fisker, anunciou que a canadiana Magna comprou 6% da empresa norte-americana – num negócio que envolveu 2,6 milhões de euros. A Fisker pretende deixar de estar cotada em bolsa e abrir o capital da empresa ao púbico através de uma OPA. Este negócio surge após uma negociação prolongada com a VW que prometia fornecer a sua plataforma MEB à Fisker para a construção do novo SUV. Além da Europa, a Fisker pretende produzir o Ocean no seu país de origem e na China.

O Ocean tem o objetivo de concorrer diretamente com o Tesla Model Y. Um dos seus argumentos é uma bateria com 80 kWh de capacidade que lhe garante uma autonomia para cerca de 500 km. A versão de topo promete 0-96 km/h em 2,9 segundos. Um dos argumentos mais fortes da proposta da Fisker é o preço que promete começar nos 37.500 euros.

A Magna tem várias décadas de experiência na construção de alguns modelos relevantes na indústria automóvel, nomeadamente os Mercedes-Benz Classe G (desde 1979) e SLS, o Mini Countryman, BMW X3, Aston Martin Rapide, e mais recentemente o Jaguar i-Pace e o BMW Série 5.

Deixe uma resposta

*