Lewis Hamilton ajuda ao desenvolvimento final do AMG One

Lewis Hamilton com o protótipo do Mercedes-AMG One View Gallery 6 photos

“Este carro é absolutamente único”, diz o heptacampeão do mundo de Fórmula 1.

Agora que a temporada de Fórmula 1 terminou é altura de férias. Bem, não para todos. Depois de conquistar mais um título mundial de F1 com o seu AMG W11, Lewis Hamilton estará envolvido no processo de desenvolvimento final do Mercedes-AMG One. “Ainda não acredito que em breve haverá um hipercarro com motor de Fórmula 1”, disse o piloto britânico que, depois de já ter contribuído na fase de desenvolvimento de componentes para o sistema propulsor híbrido do novo hipercarro, está a ajudar a testar o One e tem partilhado as suas impressões com os engenheiros.

O AMG One é uma espécie de Fórmula 1 adaptado à estrada. E tudo começa no sistema propulsor, formado por um motor 1.6 V6 que surge acompanhado por quatro motores elétricos para um débito total de 1000 cv. O sistema híbrido do modelo de estrada será, no entanto, mais sofisticado quando comparado com o modelo de corridas, pois enquanto o F1 utiliza apenas o V6 turbo e um motor/gerador para mover as rodas traseiras, adicionando um segundo motor/gerador integrado no turbo, o One terá mais dois motores/geradores – cada um liado às rodas da frente. Esta configuração permitirá que o hipercarro tenha tração integral. Além disso, a bateria permite que opere um modo 100% elétrico. Com efeito, o One é o primeiro carro de produção a herdar um motor utilizado num F1 atual, prometendo uma velocidade máxima superior a 350 km/h e um motor capaz de rodar a 11.000 rpm. “Vencemos o campeonato mundial de F1 com este motor em 2015, e eu estive envolvido no seu desenvolvimento durante muito tempo”, confirmou Hamilton.

Mas não será apenas o motor do One que terá ligações ao F1. O hipercarro da AMG contará com um sistema de suspensão de tipo “push-rod” e elementos aerodinâmicos que o ligam ao modelo de competição, incluindo a secção dianteira plana com entradas de ar enormes, a barbatana central e a traseira musculada com elementos aerodinâmicos ativos. O heptacampeão do mundo de F1 explicou que “este carro é absolutamente único”.

O hipercarro de dois lugares que será lançado com o selo E Performance sofreu alguns atrasos face ao plano inicial, mas começará a ser entregue aos seus clientes no decurso de 2021. O AMG One é limitado a 275 unidades, mas Lewis Hamilton confessa que gostaria que fosse criada uma edição especial do carro em sua homenagem com mais potência, som de escape mais grave e com mais opções de personalização no interior.

Deixe uma resposta

*