Bayon é novo SUV de acesso da Hyundai

Hyundai Bayon View Gallery 11 photos

Derivado “radical” do i20 vem dotado de uma estética ousada e interior espaçoso.

A Hyundai apresentou o seu novo SUV de acesso no mercado europeu, o Bayon. Curiosamente, ao contrário do que se fazia supor inicialmente, o Bayon tem dimensões muito aproximadas às do irmão Kauai. A nova proposta tem 4,18 metros de comprimento, 1,77 m de largura, 1,49 m de altura e 2,58 m de distância entre eixos, ou seja, tem menos de 2 cm de comprimento, sendo também mais compacto em largura, altura e distância entre eixos ligeiramente inferior face ao já conhecido Kauai. Já a bagageira do Bayon tem 411 litros de capacidade, extensíveis a 1205 litros com os bancos traseiros rebatidos – mais do que os 374 litros do Kauai.

Esteticamente, o Bayon acaba por ser uma versão mais “radicial” do i20, utilitário com o qual partilha a plataforma. Esta nova aposta do segmento B aposta em linhas afiadas, com grupos óticos em full-LED de série tripartidos (ao estilo do Tucson), farolins traseiros em LED em formato de boomerang e uma grelha larga. É possível encaixar jantes entre 15 e 17 polegadas, sendo possível alcançar até 183 mm de altura. No lançamento, o mini-SUV estará disponível em nove cores, incluindo o verde “Mangrove” exclusivo nas imagens, havendo a possibilidade de conjugação com um tejadilho em preto. No interior, o Bayon pretende ser uma aposta espaçosa e vem munido de dois ecrãs de 10,25 polegadas (um para a instrumentação e outro para operar o sistema de infotainment – ambos compatíveis com os sistemas Android Auto e Apple Carplay), acompanhados de saídas de ventilação e botões similares aos do i20. Vem também equipado com duas tomadas USB à frente e outras tantas atrás. O sistema de som da Bose e o sistema de carregamento sem fios do smartphone são opcionais. Entre os sistemas de assistência à condução disponíveis, destaque para o cruise control adaptativo baseado na navegação, assistente de estacionamento, assistente de prevenção em ângulo morto e sistema de travagem automática em manobras de marcha-atrás em saídas do estacionamento.

As semelhanças continuam debaixo do capot, com o Bayon a herdar a oferta de propostas a gasolina formadas por um 1.2 de quatro cilindros atmosférico com 84 cv associado a uma caixa manual de cinco velocidades, mas também um 1.0 de três cilindros turbo com 100 cv (com opção de caixa manual de seis velocidades “inteligente” ou de dupla embraiagem de sete relações DCT) e 120 cv (disponível em exclusivo com sistema “mild hybrid” de 48V, com opção manual e DCT). Todas as versões são de tração dianteira.

Deixe uma resposta

*