Renovado Volvo XC60 mostrado antes do tempo

Volvo XC60 facelift View Gallery 18 photos

Versão híbrida plug-in do SUV deverá trazer mais autonomia em modo elétrico.

Foram reveladas através de uma página de fãs da Volvo no Instagram as primeiras imagens do renovado XC60, que deverá ser lançado no final do verão. O SUV sueco mantem a receita já conhecida, aprimorando a parte estética exterior – com uma frente redesenhada e com para-choques traseiros com um novo formato. As versões Momentum e Inscription apresentam um para-choques dianteiro de orientação mais vertical, similar ao do recém-apresentado C40, enquanto as versões desportivas R-Design e Polestar Engineered adotam um aspeto mais agressivo. Todas as versões apresentam para-choques traseiros de visual mais simplificado, óticas escurecidas e novas jantes de 22 polegadas. Dependendo do nível de equipamento, existem molduras cromadas ou em preto lacado na grelha e no fundo das portas.

Por dentro, o XC60 atualizado conta com um sistema de infotainment de última geração, que opera com o sistema Android Automotive (que estreou no XC40 Recharge), que inclui Google Maps, Google Assistant, Google Play Store e atualizações “over the air”. Por dentro, o SUV de Gotemburgo dispõe de bancos redesenhados, uma consola central reformulada (que prescinde do seletor de modos de condução), painel de instrumentos reconfigurado, um novo sistema de carregamento sem fios para o smartphone, câmara de visão 360 graus, head-up display e novas opções de revestimento e de decoração, incluindo uma fibra feita com base em lã em substituição do couro. Nova é também a suspensão adaptativa.

A renovada gama do XC60 é totalmente “eletrificada”, sendo formada por opções “mild hybrid” a gasolina B4 de 197 cv, B5 de 250 cv e B6 de 300 cv, os Diesel B4 de 197 cv e B5 de 235 cv, a que se juntam os híbridos plug-in Recharge (T6 de 340 cv, T8 de 390 cv e T8 Polestar Engineered de 405 cv), todas com base num motor 2.0 de quatro cilindros turbo em associação a uma caixa automática de oito velocidades. Espera-se que as variantes PHEV consigam subir de 45 para 53 km de autonomia máxima em modo elétrico.

Deixe uma resposta

*