Audi Q4 e-tron apresentado em dois formatos

View Gallery 11 photos

Em Portugal haverá quatro opções do SUV compacto, que terá uma versão de topo de 299 cv.

A Audi apresentou uma dupla de SUV elétricos de acesso à gama: o Q4 e-tron com um formato mais convencional e o Q4 Sportback e-tron dotado de uma silhueta coupé. Estes modelos compactos chegam em junho ao mercado português, onde existirão quatro versões à escolha e duas opções de bateria arrefecidas a água com 55 e 82 kWh de capacidade (instaladas no piso do carro, entre os eixos): as de tração traseira Q4 35 e-tron com 125 kW/170 cv e 345 km de autonomia e Q40 e-tron com 150 kW/204 cv e 520 km de autonomia, a que se juntam as versões de tração integral quattro com 265 cv (que virá mais tarde) e com 220 kW/299 cv, ambas a anunciar um alcance até 460 km (WLTP). A versão mais potente anuncia 0-100 km/h em 6,2 segundos, tendo uma velocidade máxima limitada eletronicamente a 180 km/h. Recorrendo a uma tomada rápida, é possível obter o equivalente a 130 km em cerca de 10 minutos de “encosto”. O SUV compacto pode carregar em corrente alternada ou direta. A bateria compacta pode variar entre 7,4 e 100 kW e a bateria maior permite 11 kW ou 125 kW. A versão base começa nos 44.700 euros.

O Q4 e-tron é o primeiro Audi feito a partir da plataforma modular MEB do grupo VW. Como tal, o modelo com 4,59 metros de comprimento, 2,4 m de largura, 1,35 m de altura e 2,76 m de distância entre eixos foi desenhado para oferecer o máximo possível de espaço para os ocupantes e suas bagagens, em virtude de ter vãos curtos e de não possuir túnel central. Assim, o SUV elétrico possui vários compartimentos de arrumação no interior, com uma capacidade total até 25 litros. Já a mala varia entre 520 litros extensível a 1490 litros com a segunda fila de bancos rebatida no Q4 e-tron e os 535 litros e 1460 litros no Sportback (que vem munido de série com abertura elétrica). O trabalho aerodinâmico do SUV foi aprimorado permitindo ter um coeficiente aerodinâmico de 0,28 no Q4 e-tron e de 0,26 no Sportback. Em opção, o SUV pode ter faróis LED Matrix, luzes diurnas com quatro assinaturas distintas e farolins formados por uma tira contínua.

No interior, realce para o novo volante plano em cima e em baixo, para os revestimentos em tecido dos bancos feitos a partir de poliéster reciclado, painel de instrumentos Virtual Cockpit plus com 10,25 polegadas, sistema de som Sonos e para o head-up display de realidade aumentada que simula a projeção de informação (de navegação, por exemplo) até 10 metros à frente do condutor. O novo sistema de infotainment MMI está disponível em três versões, sendo que a versão mais equipada tem um ecrã tátil de 10,1 polegadas (sendo que mais tarde haverá uma opção com 11,6”). Entre os sistemas de assistência à condução, realce para o cruise control adaptativo e câmaras surround.

De fábrica, o SUV vem equipado com uma suspensão de tipo MacPherson no eixo dianteiro de cinco braços no eixo posterior. Em opção, o Q4 e-tron pode ser configurado com uma suspensão desportiva 15 mm mais baixa (de série no S line). O modelo vem equipado com o seletor de modos de condução (de série no Sportback), direção progressiva e pode incluir em opção quatro rodas direcionais (de fábrica nas versões quattro). A suspensão adaptativa é opcional em todas as versões. As jantes variam entre 19 e 21 polegdas. Ao todo existem oito cores à disposição e três níveis de equipamento: basic, advanced e S line. No lançamento haverá uma Edition One mais equipadas e com carroçaria na cor geyser blue tal como concept de 2019 ou typhoon gray.

Deixe uma resposta

*