Chegou o McLaren descapotável mais potente de sempre

McLaren 765 LT Spider

Equipado com um tejadilho retrátil em carbono, o 765LT Spider é capaz fazer 0-100 km/h em menos de três segundos.

A McLaren revelou o 765LT Spider, o seu modelo descapotável mais potente de sempre. Esta variante “aberta” do Long Tail coupé com o mesmo nome (já esgotado) é uma edição limitada a 750 exemplares. Esta espécie de sucessor do 720S descapotável vem equipado com um tejadilho retrátil rígido em plástico reforçado a fibra de carbono (formado por uma peça única) que pode ser acionado eletricamente a velocidades até 50 km/h e que abre e fecha em 7,2 segundos. Este 765LT Spider anuncia 0-100 km/h em 2,8 segundos, 0-200 km/h em 7,2 segundos e uma velocidade máxima de 330 km/h.

Com 1388 kg, o Spider é 49 kg mais pesado que o Coupé, graças precisamente à estrutura do tejadilho e reforços estruturais. Contudo, houve alguns esforços para reduzir a diferença entre ambos ao máximo, nomeadamente com o recurso a uma estrutura para a matrícula em fibra de carbono. Ainda assim, sobretudo graças à monocoque em fibra de carbono Monocage II-S o 765LT Spider consegue ser 80 kg mais leve face os 720S Spider, apesar de 57 mm mais comprido. O novo descapotável vem munido de quatro ponteiras de escape em titânio (40% mais leves comparativamente com as de aço inoxidável) e duas torres em carbono anticapotamento. Esta derivação de carroçaria “aberta” possui uma aerodinâmica aprimorada que lhe permite gerar mais 25% de “downforce” comparativamente com o 720S Spider. Neste LT Spider as relações de caixa foram recalibradas, de modo ser possível efetuar passagens mais rápidas. O motor mantem-se: um V8 4.0 biturbo com 765 cv às 7500 rpm e 800 Nm às 5500 rpm, acoplado a uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades. O 765LT Spider tem 4600 mm de comprimento, 1193 mm de altura, 2166 mm de largura e 2670 mm de distância entre eixos. O 765LT Spider tem uma suspensão 5 mm mais baixa e vias 6 mm mais largas que o 720S Spider, tem uma suspensão de amortecimento hidráulico Proactive Chassis Control II, travões carbocerâmicos e pneus Pirelli P Zero Trofeo R de fábrica.

O interior do Spider corresponde ao do Coupé. Destaque para as bacquets em plástico reforçado a fibra de carbono (18 kg mais leves que as do 720S), para a ausência de tapetes (menos 2,4 kg), ar condicionado (menos 10,5 kg) e sistema de som (menos 1,5 kg). É possível optar gratuitamente pelo ar condicionado manual e pelo rádio. A poupança maior vem, no entanto, das jantes forjadas de 19 polegadas à frente e de 20 polegadas atrás, que são 22 kg mais leves. O vidro do Spider é também mais fino e a bateria de iões de lítio é 3 kg mais leve. O 765LT Spider já está disponível para encomenda, mas a produção deste ano já está esgotada.

Deixe uma resposta

*