Mercedes-Benz Classe X reconvertida tem nome de vilão

Mercedes-Benz Classe X “Dark Destroyer”

A “Dark Destroyer” é uma reinterpretação da pick-up germânica feita pela Chelsea Truck Company.

Lançada em 2017 e descontinuada em maio do ano passado, a Mercedes-Benz Classe X teve uma vida curta, por falta de procura. Mas isso não coibiu os ingleses da Chelsea Truck Company de pegarem na pick-up feita com base na Nissan Navara criar a ousada “Dark Destroyer”. Este modelo com nome de vilão conta com um kit estético oriundo da Project Kahn composto por arcos das rodas mais largos, capot ventilado, várias proteções adicionais da carroçaria, um novo para-choques, além de uma pintura em preto que lhe confere um aspeto mais “misterioso”. A isso acrescenta cristais escurecidos à prova de bala, jantes de 22 polegadas em preto, pneus Mud-Terrain e uma suspensão mais elevada. O único elemento “antiquado” são os faróis em halogénio, que podem ser substituídos em opção por tecnologia LED.

Por dentro, realce para os bancos revestidos em couro premium acolchoado com costuras e detalhes em vermelho, além de decorações na mesma cor no tablier, apoio de braços e forro das portas. Entre o equipamento está contemplado o sistema de navegação, câmara de visão traseira, Bluetooth, sistema de som com oito altifalantes e limpa para-brisas automático. Debaixo do capot deste Classe X “Dark Destroyer” figura um 2.3 turbodiesel de quatro cilindros de 193 cv da versão de tração integral 250d 4Matic, acompanhado de uma caixa automática de nove velocidades com conversor de binário.

O modelo aqui apresentado foi produzido em 2019 e conta com 21.726 km no odómetro. Está à venda através do site do preparador londrino por 60 mil euros. Existe ainda a hipótese de comprar apenas o kit estético à parte para quem já for proprietário de uma Classe X.

Deixe uma resposta

*