Porsche 718 Boxster e Cayman elétricos chegam em 2025

Render digital do Porsche 718 Cayman elétrico

Próxima geração da dupla de desportivos contará com estética inspirada no protótipo de competição Mission R.

A próxima geração da dupla 718 Boxster e Cayman (nome de código 983) chegará em 2025 e será 100% elétrica. Segundo a Autocar, a plataforma destes modelos poderá vir a ser utilizada noutras propostas do grupo VW, nomeadamente das marcas Audi e Lamborghini. Para isso, a gama 718, que continuará a funcionar como uma espécie de acesso à oferta desportiva da marca de Zuffenhausen, utilizará um novo esquema de arrumação da bateria chamada “e-core”. Esta solução, que coloca o pack de baterias entre o condutor e o eixo traseiro – imitando uma disposição habitualmente utilizada em modelos de motor central -, já foi ensaiada no protótipo de competição Mission R – e contrasta com a solução tradicional de colocar as baterias no piso do carro. Esta nova solução possibilita oferecer uma posição de condução e um centro de gravidade mais baixos, além de ser mais favorável em termos de segurança.

Visualmente, os novos 718 Cayman (na imagem um “render” digital) e Boxster elétricos contarão com linhas inspiradas também no já referido Mission R, que foi mostrado no ano passado. Em termos de motor, é possível que estes modelos “zero emissões” venham a ser os primeiros 718 com tração integral, graças à utilização de uma configuração de um motor por eixo. Isto permitirá que consigam rondar uma performance próxima do 911 a gasolina. No entanto, estão igualmente previstas versões de tração traseira com apenas um motor elétrico. A Car and Drive adianta que estes modelos elétricos terão cerca de 1655 kg (mais 250 kg que o atual Boxster GTS 4.0) e que oferecerão uma autonomia até 400 km.

A produção dos atuais 718 térmicos deverá terminar em meados de 2024. Contudo, à luz do que a Porsche fez com o Macan, é possível que as versões a gasolina dos 718 ainda possam coexistir durante algum tempo com os novos elétricos.

A Porsche pretende que os elétricos representem 50% das vendas globais em 2025 e 80% em 2030. Além do Macan e do Cayenne, o icónico 911 também passará a ser um modelo “zero emissões”.

Deixe uma resposta

*