Ariel revela hipercarro elétrico com 1180 cv

Ariel Hypercar

Modelo britânico tem opção com extensor de autonomia com uma turbina.

Conhecida pelo Atom e pelo Nomad, a Ariel decidiu agora avançar para o Hypercar, um modelo 100% elétrico. Apesar de nas imagens os britânicos terem mostrado ainda um protótipo, o objetivo é que este hipercarro chegue à produção em cerca de dois anos.

Os clientes terão à sua disposição uma versão de tração integral equipada com quatro motores elétricos (um por cada roda) ou tração traseira com dois motores. A opção de topo terá 1180 cv/880 kW e promete 0-96 km/h em 2,09 segundos e 0-161 km/h em 4,4 segundos. Com um sistema de vectorização de binário, o supercarro tornar-se-á ainda mais rápido, segundo a marca. O Hypercar dispõe de uma bateria de 62 kWh de origem Cosworth que permite uma autonomia até 241 km (WLTP). Para aumentar o alcance, existe em opção uma turbina, também fornecida pela Cosworth, que funciona como extensor de autonomia. Esta gera 47 cv/35 kW e é capaz de atingir 110.000 rpm.

O Hypercar (High-Performance Carbon Reduction, nome provisório) conta com um chassis monocoque em alumínio com painéis da carroçaria em fibra de carbono. Na variante com quatro motores pesa 1500 kg e na de dois abaixo de 1400 kg. A suspensão é de triângulos sobrepostos em ambos os eixos com amortecedores Bilstein. Existem ainda travões AP Racing com pinças de seis pistões à frente e de quatro atrás. É possível ajustar o nível de travagem regenerativa, controlo de tração e vectorização de binário.

O exterior é aerodinamicamente aprimorado, com barbatanas verticais em cada uma das extremidades e uma ao centro do deck traseiro. No tejadilho há uma entrada de ar diretamente apontada para a turbina.

Estima-se um preço abaixo do 1 milhão de euros por unidade. Este hipercarro será produzido em Somerset, no Reino Unido.

Deixe uma resposta

*