Alpine fará SUVs com plataforma da Lotus

Render do SUV da Alpine

Modelos do topo pretendem levar a marca para os EUA e para a China.

A Alpine tem um plano ambicioso para os próximos anos que passa, em primeiro lugar, por um novo A110 elétrico, que será desenvolvido em conjunto com a Lotus. Para a base da gama figurará também um Alpine 5, que será uma espécie de versão “apimentada” do novo Renault 5, mas com 220 cv. Além disso, está na forja para 2024 um SUV desportivo do segmento C, o GT X-Over, que será feito a partir da mesma plataforma do Nissan Ariya.

Contudo, a principal surpresa, segundo a Autocar, é o recurso a uma plataforma da Lotus, a mesma do Eletre, para produzir dois SUV elétricos de referência. Ao que tudo indica estão na calha dois modelos crossover de estilo GT, com cerca de 5 metros de comprimento e 2 toneladas. Estas propostas ainda sem nome conhecido, uma concorrente do Porsche Macan (do segmento D) e outra do Cayenne (do segmento E), serão lançadas em 2027 e 2028, respetivamente. Estes modelos destinam-se sobretudo ao mercado norte-americano e chinês.

A Alpine deseja que, em 2030, 15% das suas vendas sejam fora da Europa.

Deixe uma resposta

*