Seat Mii agora apenas com cinco portas

O citadino espanhol passa a beneficiar de uma gama simplificada com três níveis de equipamento à disposição. O de três portas, que aqui vê, desaparece.

A Seat simplificou a gama do Mii, que passa por abandonar a comercialização da versão de três portas. Assim, a partir de agora, o citadino de Martorell passa a dispor apenas da carroçaria de cinco portas, que poderá ser encomendado nos níveis de equipamento Style, Chic e FR Line. O equipamento de série foi também reforçado. Na versão Style, o Mii passa a beneficiar do “You&Mii colour connection” um sistema de infotainment com Bluetooth, USB, ranhura SD e a integração de smartphone com a App específica DriveMii (disponível na AppStore e Google Play Store), além do ar condicionado. Ainda em relação à versão de acesso Style, passa a ser possível fazer o upgrade personalizado para os dois níveis de equipamento superiores.

O nível intermédio Chic conta com jantes de liga leve com 15” bicolores, pack parcial de pele (volante e punho da alavanca da caixa), frisos cromados, espelhos pintados em “cinzento atom”, interior em preto e branco. A versão de topo FR Line recebe jantes de liga leve de 16”, vidros escurecidos, suspensão desportiva e interior em preto com detalhes em vermelho. Tanto o nível Chic como o FR Line passa adota o sistema de som BeatsAudio dotado de um amplificador de 300W e de um subwoofer integrado na bagageira.

A estes elementos podem ser acrescentados os opcionais Easy Flex (fundo duplo na bagageira, regulação do banco e um gancho no porta-luvas no caso da versão Style – este pack é incluído de série nos níveis de equipamento Chic e FR Line), Winter Pack (aquecimento dos bancos, espelhos retrovisores aquecidos e elétricos) e Sensoric Pack (cruise control, sensores de estacionamento traseiros, sensores de luz e chuva e ainda luzes de dia em LED).

O pack Winter acrescenta o aquecimento dos bancos, espelhos retrovisores aquecidos e elétricos, enquanto o pack Sensoric inclui cruise control, sensores de estacionamento traseiros, sensores de luz e chuva e ainda luzes de dia em LED. Há ainda vários outros opcionais individuais, tais como o teto de abrir, roda suplente e assistentes de segurança, entre outros.

A gama de motores continua a ser formada pelo 1.0 de três cilindros atmosférico de 60 e 75 cv. Existe ainda uma opção 1.0 GNC (gás natural) com 68 cv.

1 Comment

  1. Esta versão 3 portas não é das que vai deixar mais saudades, mas é uma pena que de um modo geral os compactos de 3 portas estejam lentamente a desaparecer (sobretudo os do segmento B). São menos práticos e apenas um pouco mais baratos. Não sei se será a dificuldade em criar um modelo de negócio rentável (podiam apostar numa maior diferenciação face aos 5 portas) ou a pura falta de interesse das marcas em detrimento de suv’s e crossovers (ou as duas), mas é uma pena que desapareçam. Fica aqui a sugestão de num número futuro da revista fazerem um ensaio a alguns dos 3 portas mais mais memoráveis dos últimos anos.

Deixe uma resposta

*