Porsche prestes a estrear novo 911

Foto espia da autoria de Stefan Baldauf View Gallery 5 photos

A geração 992 do desportivo fará a sua estreia oficial no Salão de Paris, no próximo mês. Terá duas versões híbridas plug-in.

A sensivelmente um mês da sua estreia perante um grande público, no Salão de Paris, a nova geração do Porsche 911 992 continua em testes. Aqui nas imagens publicadas pela Auto Motor und Sport é possível ver o modelo cada vez mais próximo do seu aspeto final, sem praticamente nenhuma camuflagem. O novo modelo manterá a silhueta dos seus antecessores (apesar de mais arredondada), mas terá algumas alterações visuais significativas, a começar pelo avental dianteiro redesenhado, novo lábio dianteiro, para-choques com “piscas” em LED integrados nas entradas de ar, uma entrada de ar central de grandes dimensões e um novo capot com dois vincos. Os faróis, ainda tapados, deverão ter luzes diurnas em LED integradas. Destaque ainda para o novo formato dos puxadores, que passam a estar integrados na carroçaria, capas dos espelhos e saias laterais. A principal mudança deste 992 reside nos farolins, que seguem o estilo do Cayenne, Macan e Panamera, com uma tira contínua ao longo de toda a traseira. Atrás, há também um novo para-choques, a placa de matrícula integrada entre as ponteiras de escape, entradas de ar mais desportivas, uma proteção da carroçaria em plástico na zona inferior da carroçaria de maiores dimensões e os filamentos do radiador com “look” tridimensional. Ainda coberta está uma terceira luz traseira. O formato da traseira do novo 911 tem um aspeto mais comprido e angular. Destaque ainda para o spoiler traseiro eletronicamente ajustável formado por três partes. Nota-se aliás, que a carroçaria do novo 911 é mais larga em ambos os eixos.

O interior do novo 911 herda também elementos já vistos no novo Panamera. Destaque para a nova instrumentação digital, dois ecrãs táteis no topo da consola central, touch pad e punho da caixa PDK mais pequeno. Há também um novo volante de três raios, novos botões, mantendo-se o conta-rotações analógico posicionado ao centro.

O novo modelo é feito com base numa nova plataforma, que será utilizada no novo Audi R8 e no sucessor do Lamborghini Aventador, permitindo a integração de novos componentes de chassis. Em termos de motores, a versão base Carrera deverá contar com um seis cilindros turbo 3.0 de 390 cv, que no Carrera S chegará aos 450 cv. No entanto, a principal novidade da nova geração serão as duas versões híbridas plug-in (com tecnologia similar à que é utilizada nos Cayenne e Panamera E-Hybrid), que permitirão ter tração integral e realizar entre 30 a 50 km em modo elétrico. As versões GT passarão a ser turbo e prescindirão de caixa manual.

Deixe uma resposta

*