Aston Martin converte clássicos em elétricos

Programa permite transmitir Aston Martin clássicos em elétricos View Gallery 3 photos

Programa de trocas pretende mitigar futuras restrições ao uso de clássicos.

O sucesso da transformação do Jaguar E-Type num elétrico com baterias de 40 kWh e autonomia para 270 km inspirou a Aston Martin para desenvolver um novo programa de conversão dos seus modelos clássicos em elétricos. Este programa Heritage começará em 2019 com um DB6 Volante MkII de 1970. Trata-se de um descapotável emblemático do qual foram produzidas 1788 unidades (incluindo 140 descapotáveis) entre 1965 e 1970, que deixará de ter o seu motor de seis cilindros 4.0 conjugado com uma caixa manual de cinco velocidades para dar lugar a um sistema elétrico. Um dos proprietários mais famosos de um DB6 Volante é Carlos, Príncipe de Gales, que o adquiriu por ocasião do seu 21º aniversário. Curiosamente, este exemplar “real” funciona a bioetanol feito a partir de uvas britânicas.

Concebido pelo Aston Martin Works, em Newport Pagnell, este sistema “zero emissões” é baseado no que foi desenvolvido para o Rapide E mostrado no início do ano. Uma das caraterísticas deste sistema é o facto de poder ser revertido caso o seu proprietário assim o deseje, recuperando o motor e caixa originais.

Andy Palmer, o responsável executivo para marca britânica, diz que esta solução, cujos custos ainda não foram divulgados, pretende ser uma solução sustentável que prepara possíveis restrições futuras ao uso de carros clássicos.

Deixe uma resposta

*