Jaguar Land Rover poderá voltar aos motores BMW

Jaguar XJ

Bávaros devem fornecer propulsores de quatro e seis cilindros, com e sem sistema híbrido.

Depois de no mês passado a BMW e a Jaguar Land Rover (JLR) terem oficializado uma parceria com vista ao desenvolvimento conjunto de novos sistemas elétricos, incluindo motores, transmissões e eletrónica, agora a WardsAuto avança que o grupo britânico poderá recorrer a motores a gasolina e Diesel de origem alemã, com ou sem sistema híbrido associado, em vários dos seus futuros modelos. Esta opção abriria espaço a que a JLR pudesse reduzir o investimento em motores de combustão interna podendo assim focar a sua pesquisa e desenvolvimento em sistemas elétricos. Já o fabricante de Munique teria uma forma de aumentar o volume de produção dos seus motores que atualmente anima modelos das marcas BMW, Mini e Rolls-Royce. Esta não deixa de ser uma notícia surpreendente, uma vez que a JLR estreou este ano um novo motor de seis cilindros em linha.

Para já, ainda não estão confirmados quais os motores em questão nem quais os modelos que os poderiam vir a utilizar neste acordo. Contudo, notícias mais recentes apontam para a possibilidade de o facelift do Jaguar F-Type poder vir a utilizar um V8 4.4 biturbo da BMW. Este rumor perdura desde 2016.

A confirmar-se esta informação, não será a primeira vez que a JLR recorrerá a motores BMW. A terceira geração do Range Rover foi desenvolvida pela marca alemã e utilizou um motor V8 a gasolina e um Diesel de seis cilindros em linha fornecidos pela BMW entre 2002 e 2006.

Deixe uma resposta

*