Primeiro Rimac de produção apontado a Genebra

Rimac C_Two

Com 1914 cv, o C_Two custará 2,2 milhões de euros.

Após vender o seu primeiro automóvel, o Concept_One, a Rimac tem sido alvo de atenção por parte de outras marcas que pretendem desenvolver automóveis desportivos elétricos num futuro próximo. É o caso da Porsche, que comprou 10% das ações da marca em junho de 2018, aumentando o investimento para 15,5% já em 2019. É também o caso da Hyundai e da Kia, que juntas detêm cerca de 13,7% das ações da marca croata.

Com todo este investimento, a Rimac recebeu um impulso para terminar o desenvolvimento do C_Two, apresentado no Salão de Genebra em 2018, que será o primeiro modelo de produção da marca. Este modelo é alimentado por quatro motores elétricos, um em cada roda, para um total de 1914 cv e 2300 Nm de binário. O tempo dos 0-100 km/h é cumprido em menos de 2 segundos e a velocidade máxima é fixada nos 415 km/h. Segundo a Rimac, as baterias permitirão uma autonomia de até 550 km (WLTP), podendo ser carregadas até 80% em menos de 2 minutos utilizando um carregador rápido de 250 kW.

O C_Two possuirá tecnologia com a capacidade de circular autonomamente nos circuitos, de modo a mostrar os condutores a linha de condução mais eficaz. A Rimac refere que este modelo será construído em Zagreb (Croácia), juntamente com o “irmão” Pininfarina Battista, que utilizará a mesma plataforma. A produção começará no final de 2020, mas está limitada a apenas 150 exemplares. O preço situa-se nos 2,2 milhões de euros.

Deixe uma resposta

*