Bullitt de Steve McQueen é o Mustang mais caro de sempre

Bullitt Ford Mustang GT 390 View Gallery 5 photos

Modelo de 1968 conduzido pelo “King of Cool” no filme com o mesmo nome foi arrematado em leilão por 3 milhões de euros.

A Ford Motor Company produziu duas unidades do GT 390 para o filme de ação “Bullitt” de 1968 protagonizado por Steve McQueen, com o número de série 558 (utilizado para a maior parte das cenas de saltos e “powerslides”) e o 559 (reservado para o ator que ficou conhecido como “King of Cool”). Mas, devido aos “maus tratos” durante as filmagens, apenas “sobreviveu” o exemplar 559 deste Mustang equipado com motor V8 de 325 cv e caixa manual de quatro velocidades. A verdade é que este lendário fastback se julgou perdido para sempre, tendo aparecido quase meio século depois. Com 74 mil quilómetros no odómetro, o desportivo foi sujeito a várias alterações mecânicas para a famosa película, incluindo um escape modificado, cabeças dos cilindros mais agressivas e ignição eletrónica, entre outros.

Pintado na cor Higland Green, o modelo conduzido por McQueen ficou conhecido por entrar numa das mais famosas cenas de perseguição da história do cinema, nas ruas de São Francisco, e após algum trabalho de restauro, este Bullitt foi leiloado na passada sexta-feira pela Mecum Auctions, em Kissimmee (Flórida, nos EUA), tornando-se, como estava previsto, no Mustang mais caro de sempre – ao ser arrematado por 3,4 milhões de dólares (cerca de 3 milhões de euros). Em jeito de curiosidade, o GT 390 custava 3500 dólares (3147 euros) quando saiu (o equivalente a 25.870 dólares, ajustando à realidade atual).

Deixe uma resposta

*