DeLorean DMC-12 tem regresso previsto no próximo ano

DeLorean DMC-12

Carro do “Regresso ao Futuro” deverá ter produção limitada e um motor até 350 cv.

Desde 2016 que há indícios do possível retorno do DeLorean DMC-12, um dos carros mais conhecidos do cinema, popularizado pela saga de filmes de “Regresso ao Futuro”. Segundo o presidente da DeLorean Motor Company (não confundir com a empresa que construiu os carros originais), James Espey, em entrevista à Hagerty, o processo esteve num impasse devido à demora da promulgação da lei relacionada com a produção limitada de veículos que permite o fabrico até 325 unidades de carros com mais de 25 anos mesmo que não cumpram as regras de segurança modernas. Basicamente, o objetivo desta lei é fazer novas versões de carros antigos e o DeLorean será ressuscitado com base nesta nova legislação. Aliás, segundo Espey, embora haja algumas questões a resolver com o Governo norte-americano, com a aprovação da referida lei no passado mês de outubro, é certo que a nova DeLorean Motor Company vai mesmo avançar com a produção. Apesar desta promessa, o resultado da próxima eleição presidencial, em novembro, poderá deitar a perder todos estes planos. Outras empresas como a Singer, a Icon ou a Superperformance poderão beneficiar da referida lei.

Ao que tudo indica, o novo DMC-12 utilizar a base dos modelos originais que estiveram em produção de 1981 a 1983. Desta feita, contará debaixo do capot com um motor entre 300 e 350 cv certificado pelas autoridades ambientais EPA (Environmental Protection Agency) e CARB (California Air Resources Board) – nada a ver com os 130 cv do modelo original. O interior será modernizado, com a inclusão de vários sistemas de última geração, com melhores travões, controlo de tração e ABS, além de mordomias indispensáveis num carro atual, tais como um sistema de navegação, bancos aquecidos e ventilados e conetividade Bluetooth. Já no exterior destacar-se-ão os novos faróis. Custará cerca de 100 mil dólares (cerca de 91 mil euros). O ritmo da produção será entre um a dois carros por semana.

Deixe uma resposta

*